A amiga veio nos visitar, a farra rolou solta!

Loading

(escrito por Kaplan)
Quando nossa amiga Maura vinha nos visitar era uma festa. Ela adorava transar com a Meg, comigo, com os dois… e a gente amava aquela criatura.

Chegou numa sexta-feira, sem avisar. Surpresa, alegria total! Já estava numa boa com a Meg, na cama, quando cheguei. Tomei um banho e pulei na cama com elas.

Elas pararam de se chupar e vieram chupar meu pau. As duas juntas, cada uma lambendo de um lado, iam subindo até chegar na cabeça e aí as línguas se encontravam e elas se beijavam. Meu pau até pulava quando elas faziam isso, e elas voltavam a lamber ele todinho e terminar com outro beijo. Era simplesmente delicioso!

Como pessoas educadas, deixamos a ela o direito de ser a primeira a ser comida, o que ela agradeceu, sentando em meu pau e me cavalgando, com direito a ter a bundinha beijada pela Meg, os seios tocados por ela.

Mesmo sem ter gozado, ela cedeu o lugar à Meg, que preferiu ser comida de ladinho, porque sabia que assim, Maura iria deitar com a xotinha perto da boca e poderia ser chupada por ela enquanto eu metia.

E depois Maura ficou de quatro, eu tornei a meter nela e Meg ficou com

o rosto em cima da bundinha de nossa amiga e quando eu gozei, tirei o pau rapidamente pra ela ainda beber um pouco.

Com todos felizes, papo, muito papo e pensamos em programas para o fim de semana.

– Que tal irmos a uma pousada em Mariana, ou Ouro Preto? Além da gente trepar bastante, ainda posso tirar algumas fotos por lá, sempre acho algo a ser fotografado!

As duas concordaram e no sábado, bem cedinho, pegamos o carro e fomos. Achamos uma pousada legal e saímos para aproveitar o belo dia de sol. Fiz fotos das duas, vimos a feira de artesanato e almoçamos. Bom vinho acompanhou o tutu à mineira.

Mais umas andanças, fomos à Casa dos Contos, tomamos sorvete e voltamos à pousada, e no caminho, olha o que achamos:

Era demais: uma placa escrito Tesão… rimos bastante, e continuamos andando, chegando por volta de 18 horas. Cansados, desistimos de sair à noite. Tomamos banho, cada um por sua vez, porque o boxe do banheiro era muito pequeno.

E aí ficamos na cama, pelados, o que fez com que, em poucos minutos, as duas resolvessem pelo ataque à minha pobre pessoa. Mais boquetes, meu pau endurecendo e elas ávidas para que ...


Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]