A tia da minha esposa

Loading

Minha esposa tem uma tia que é casada e mora em Timbó, uma cidade próxima da nossa.

Desde que casamos, sempre ouvi comentários da minha esposa que essa tal tia, não estava feliz no casamento porque seu marido bebe muito e é grosseiro com ela.

Apesar dessa tia, que chamarei de Clara, ter 38 anos e dois filhos, tem o corpo muito conservado com tudo perfeitamente no lugar. Não tem barriga, tem 3 ou 4 kgs acima do normal, mas mesmo assim, sempre achei a Clara um tesão de mulher.

Passaram vários anos, onde seguidamente nos visitávamos e por isso sempre tivemos um relacionamento muito bom. Apenas do seu marido que pelo vício, não era bem vindo em nossa casa.

Muitas vezes a Clara veio nos visitar sozinha mesmo e nessas vezes desabafava com a minha esposa as suas angústias e problemas, inclusive a falta de sexo. Minha esposa depois me contava tudo e até chegou a comentar que a Clara já estava propensa a encontrar um amante, nem que fosse apenas para transar. Esse comentário mexeu comigo e fiquei matutando em uma oportunidade, onde eu me encontrasse em condições, demostrar para a Clara minha atração e tesão que eu sempre senti por ela.

Na semana passada, como seguidamente vou até Timbó à trabalho, resolvi dar uma passada na casa da tia. Fiz isso de manhã.

Quando cheguei, encontrei a Clara sozinha, porque seu marido havia ido até Joinville e só voltaria bem no final da tarde.

Resolvi convida-la para almoçarmos juntos, já que eu iria atender dois clientes e depois iria até Indaial que é cidade perto. A Clara acabou aceitando meu convite e pediu para pega-la mais próximo ao meio dia, assim ela teria tempo de terminar alguns afazeres e se arrumar.

Voltei as 11:30 horas e a Clara já estava pronta. Fiz elogios pelo modo que

estava vestida e estar muito bonita. Ela ficou toda contente e me agradeceu.

Fomos até um restaurante para almoçarmos. Em determinado momento, resolvi tocar no assunto e expor que eu sabia da situação ruim entre ela e seu marido, inclusive até no lado sexual. A Clara ficou um pouco envergonhada, mas aos poucos foi se abrindo e desabafando seus problemas. Depois de ouvi-la contar sua vida em casa, acabei tendo coragem e comentei com ela o que sempre senti por ela, mas em respeito e educação, nunca deixei transparecer.

Fiquei surpreso com a reação da Clara, quando ela me disse que minha esposa sempre fez muitos elogios para ela referente eu e que ela sempre me achou “interessante”, mas também jamais iria ter qualquer atitude.

Resolvi perguntar-lhe se ela sente atração e teria coragem de ir em um motel? A Clara baixou a cabeça, ficou um pouco calada e quando levantou o rosto, me olhando fixamente, respondeu bem assim:

— …., já que você sabe da minha situação, tivemos essa conversa franca agora. Se você aceitar, eu também quero ir num motel com você. Vamos hoje mesmo já que estou sozinha e decidida, pois outro dia poderá não acontecer mais.

Com um comentário desses, saimos do restaurante e fomos até um motel próximo de Blumenau.

Como havíamos almoçado a pouco tempo, ficamos deitados na cama por um bom tempo apenas nos acariciando e conversando, até que passado o período da digestão, fomos tomar um banho juntos.

Fiquei bastante surpreso ao ver a Clara nua, pois seu corpo até parecia de moça de 25 anos. O mais interessante era a bunda grande, com muito pouca celulite.

Voltamos para a cama, onde deitamos e começamos a nos beijar, acariciar e ficando na posição inversa, fizemos um ótimo 69.

A Buceta da Clara era cheirosa e rosada, já que ela é de ...


Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]