Amigo de trabalho e sua esposa ( Autor: sandro_garcia )

Loading

Tenho 45 anos, 1,77 de altura, 80kgs.dote razoável de 19cm de comprimento e grosso. Atualmente trabalho numa empresa de porte médio em Campinas, as quintas feiras costumo sair com dois amigos o Roger e o Gabriel ambos casados, após o expediente para tomarmos uma cerveja, e a conversa invariavelmente acaba girando primeiro sobre futebol, e depois sobre mulheres e sexo, numa dessas idas o Gabriel, não pode ir e fomos eu e o Roger, no auge de nossa conversa falávamos sobre mulheres fantasias e tudo mais, então eu comentei que muitos casais tem fantasias e acabam não realizando ou por mede de expor ao parceiro ou pelo medo do preconceito de nossa sociedade, o Roger concordou comigo, e eu emendei que conheci um casal onde o marido tinha fantasia de ver sua esposa com outro e ela desejava se sentir safada fazendo isso na presença do maridão, e que eu acabei tendo um relacionamento com o casal por duas ocasiões apenas pois eles eram de outro estado e vinham pra Ca a trabalho eventualmente. O Roger comentou que realmente essa fantasia deve ser muito comum, e acho que devido as cervejas que já havíamos tomado ele acabou falando que tinha essa fantasia também, mas que sua esposa resistia muito a idéia, então eu acabei dando algumas dicas para ele ir incitando ela aos poucos, mostrar relatos e filmes do tema a respeito pra ela e durante suas transas pra ele falar com ela fantasiando mais alguém, ele gostou da idéia, e disse que iria por isso em pratica e passou a fazer isso. Mas a partir desse dia toda vez que íamos tomar umas cervejas no final da noite o assunto era sexo e fantasias, o Gabriel não sabia de nossa conversa anterior, mas se mostrava muito interessado no assunto e se mostrava muito interessado também no assunto, passado uns 4 meses, durante nossa secao de cerveja, numa das idas do Gabriel ao banheiro o Roger comentou que pós tudo que falei em pratica e sua esposa(eu a conheci, Cida tem 25 anos, 1,62 de altura 48kgs. Cabelos longos castanhos lábios finos em fim uma mulher muito interessante) tinha mudado bastante durante suas transas mas que quando terminavam ela não queria saber do assunto pois dizia que era apenas fantasias, então sugeri a ele para escolher alguém e falar a respeito durante suas transas ou tentar descobrir dela durante suas transas por quem ela tinha tesao que aceitaria fazer algo assim, mais uma vez ele gostou da idéia e de imediato abordou ela com o assunto durante suas transas, já na outra semana ele num momento em que ficamos sozinhos, me contou que acabou falando de mim que eu já havia saído com um casal e ela ficou muito excitada com isso, ela disse que eu poderia ser um bom candidato, quando ele me disse isso, eu olhei nos olhos dele e disse, e o que vc pensa disso? Ele me falou que tinha muita confiança em mim e sabia o quanto eu era discreto(porque a maior preocupação dos casais é a discrição), eu falei então que se ele topasse eu teria o maior prazer em ajudar rs prazer mesmo e rimos, mas ai ele me disse que não sabia como por em pratica, ai eu sugeri a ele pra que numa sexta feira ele combinasse com ela pra saírem tomar umas cervejas e me convidasse, mesmo sem ela saber eu apareceria no lugar combinado como se fosse por acaso e me sentaria com ele, e combinamos também, que depois de algum tempo quando ela estivesse mais descontraída que falasse que eu era muito safado assim instigando os desejos íntimos dela bem discretamente, eu claro negaria com sorriso de safado mesmo e ai deixaríamos as coisas irem fluindo. Na sexta da semana seguinte ele me avisou que iriam a um barzinho do Cambuí e quando chegou o dia apareci por La me convidaram pra sentar com eles, eu disse que estava meio perdido sai sem rumo e acabei me sentando com eles, a Cida estava linda com uma sainha preta curta salto alto uma blusinha branca insinuante que dava destaque aos seus petinhos que eram nem grandes nem pequenos, tomamos umas cervejas, logo estávamos falando light sobre sexo eu falava sempre que podia olhando dentro dos olhos dela sobre os desejos íntimos das mulheres que elas são reprimidas e acabam não externando seus desejos,

ela concordava com praticamente tudo e passou a falar também. Logo pedi licença e fui ao banheiro, quando retornei senti um clima de maior cumplicidade entre os dois, ela pouco depois também foi ao banheiro e o Roger me disse que ela estava toda acesa que tinha quase certeza que toparia algo, mas ele não sabia como dar o próximo passo, então eu disse pra ele, que iria convidá-los para tomar uma cerveja no meu AP antes de irem embora assim eles me dariam carona pois eu estava sem carro (na verdade deixei no estacionamento mas seria uma ótima desculpa para eles irem até o meu AP. Ela retornou a mesa e foi a vez do Roger ir ao banheiro(sabem como é cerveja), aproveitei os momentos a sós e disse o quanto ela estava linda sempre olhando nos olhos dela para que ela sentisse o quanto eu estava interessado nela, que nem parecia uma mulher casada em fim, cheguei a tocar em seu braço(pra sentir sua receptividade), ela não esboçou reação de tirar assim entendi que ela estava bem receptiva, ela ria de tudo que eu falava sempre sorrindo, logo o Roger retornou e eu apimentei mais nossa conversa falando que existem vários casais que tem fantasias diversas e eu acho legal o casal ter esse tipo de cumplicidade sem preconceitos e ela concordou comigo e chegou a me dizer que ela tinha uma amiga que lhe confidenciou ter tido um relacionamento ela o marido e um amigo, em fim ela realmente estava no ponto. Falei com eles que estava sem o carro o Roger logo me ofereceu uma carona e eu agradeci muito e ai disse que em pagamento queria que eles tomassem uma cerveja comigo no meu AP, assim eles aproveitavam pra conhecerem meu cantinho ele disse que dependeria da Cida ela aceitou de bate pronto, logo pedimos a conta e rumamos pra La, notei que eles conversavam muito baixinho e se pegavam muito, então eu disse que assim ficaria com vontade também, eles riram e o Roger me disse que de repente quem sabe e sorriu me olhando pelo espelho do carro, eu logo entendi o recado.
Entramos no AP, tratei de ligar um som coloquei umas musicas pra descontrair meio românticas, ela falou que essas musicas são ótimas pra dançar e eu falei pra ela ficar à-vontade, ai ela me disse que o Roger não é muito de dançar então me ofereci e começamos a dançar de imediato ela colou seu delicioso corpo ao meu, senti uma transfusão de calor delicioso, colei meu rosto ao dela, dançamos lentamente, comecei a falar alguns elogios ao seu ouvido, ela agradecia e dizia que eu também estava muito charmoso que as mulheres deviam ficar loucas por mim, eu rebatia dizendo que nessa hora só tinha uma mulher que me interessava, ela me falou que tinha até medo de perguntar quem seria então eu a apertei um pouquinho mais, dei um leve beijinho em seu pescoço o Roger foi ao banheiro percebi que ele queriam me deixar mais à-vontade e eu fiquei mesmo ela também, se soltou de vez como não houve resistência ao beijo que tinha dado, repeti novamente ela me disse que assim ela não agüentaria muito tempo, então eu a beijei de vez e ela correspondeu e passei a acariciar todo seu corpo suas curvas, enfiei minhas mãos por baixo de sua camisa sentindo sua pele em minhas mãos eu a apertava pra que sentisse meu pau duro ela suspirava querendo se entregar todinha abri dois botões de sua blusa, disse que ela tinha seios lindos dei uns beijinhos neles, nisso o Roger chegou ai ela meio que travou, ele me fez um sinal de positivo chegou pertinho de nos beijou a esposa e disse pra ela ir fundo, ela o olhou ele repetiu então ela começou a se soltar novamente, agora eu já tinha tirado sua blusinha e sua sainha também, ela estava com uma calcinha tipo asa delta que realçava mais ainda suas curvas, e aquele salto nossa que destaque as mulheres ficam lindíssimas nesses trajes ela abriu toda minha camisa, me cheirava(gosto de usar perfume importado nessas ocasiões principalmente) e me dizia que eu era muito gostoso que deveria levar as mulheres a loucura, eu dizia que nada disso ela que estava me enlouquecendo, nos beijávamos freneticamente(é uma delicia beijar, alias melhor que isso só beijar e transar ao ...


Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]