Aventuras de uma casada

Loading

Aventuras de um casal 2
Olá, me chamo Léo e sou casado com uma bela mulher a quem vou chamar de Lia. Tenho 36 anos e minha esposa 37. Ela é branca, tem 1,55 m de altura e pesa 67 kg. Pernas grossas, seios fartos e uma bela bunda. Conforme já comentei em nosso primeiro conto, antes de casar, minha esposa só teve um outro parceiro sexual. Sempre pergunto a ela como foram suas outras experiências, mas ela fala que nunca permitia que os caras fossem muito longe.

Em dezembro de 2017 fomos a trabalho à São Paulo. Chegamos em uma terça-feira e voltamos no domingo à tarde e durante todos esses dias saímos todas as noites.

Antes de viajarmos passei alguns dias olhando o Sexlog para quem sabe conhecer algum casal. Mas as conversas não avançaram muito. Por isso fizemos uma agenda de visita à locais da cidade. Eu bati o pé e disse que queria na sexta-feira queria ir à Code Club. Ela disse que iria pensar mas sempre se fazendo de difícil.

Na quinta feira, fomos até um barzinho na Rua Augusta. Lá, fomos atendidos por um garçom também cearense, de uma cidade do interior do estado. Como chegamos cedo e no dia a casa estava com poucos clientes, conversamos bastante com o rapaz, que atendia muito bem e tínhamos muito assuntos em comum. Ele disse que morou algum tempo em Fortaleza, onde trabalhou, entre outras coisas fazendo massagens em uma das barracas da Praia do Futuro. Ele disse ter familiares em Fortaleza e falou ainda que todos os anos passava pelo menos uma semana em nossa cidade.

Para animar a noite, a Lia, pediu umas doses de batida de Vodka, que ela adora e quando ela toma um pouco mais fica bem alegre… o que me deixa ainda mais apaixonado. Mais pro final da noite, ela que saiu de saia com uma bela lingerie vermelha, depois dessas vodkas, por algumas vezes acabou deixando a calcinha à mostra, o que também me deixava com muito tesão. O garçon, é claro, passou a estar sempre bem perto da nossa mesa, mesmo nos momento em que o movimento era maior. Eu já não sabia quem era mais simpático com quem… se ele conosco ou a Lia com ele. Eu fiz de conta que não estava percebendo… O

certo é que a noite foi muito agradável, nos divertimos muito e a conta veio inclusive sem os 10%, tudo cortesia de nosso amigo cearense. No final da noite, a Lia pediu o Whatsapp dele para saber como estaria o movimento no bar no dia seguinte. Eu fiquei olhando a ousadia dela, mas não falei nada. Já no taxi, ela mandou uma mensagem agradecendo atendimento em mandou beijinhos… e eu só observando o comportamento da safadinha.

Na sexta, andamos bastante pela manhã, pois tivemos a oportunidade de ir ao Brás, onde ela comprou algumas roupas. Algumas bem sexy. A tarde, eu fui a rua 25 de março, fazer umas compras. Ela disse que estava cansada e que queria ficar no hotel. Lá pelas 14:30, pouco tempo depois que eu estava iniciando minhas andanças na 25, recebi uma ligação dela, perguntando se eu ia mesmo querer ir à Code Club. É claro que eu disse que sim! Então ela disse que iria, desde que ela tivesse a oportunidade de relaxar um pouco. Ela falou que estava sentindo dor nas costas e teria falado pelo zap com o amigo da noite anterior, e que este estava em casa e poderia lhe fazer uma massagem. Eu gelei com a proposta, misto de medo, raiva e tesão… Não sabia o que dizer. Acabei autorizando, dizendo que queria saber cada detalhe da massagem. Ela sorriu, disse que sim, agradeceu e desligou.

Desse instante em diante eu andava mas não conseguia me concentrar em nada. Só pensava no que minha Lia iria fazer. Andei bastante, caminhei de volta pro hotel e sentei em uma lanchonete que ficava perto do hotel. Peguei o celular, olhei o zap e vi uma mensagem dela, dizendo que estava no apto do rapaz e que iria desligar o celular por uma hora, pois teria que ficar concentrada no que estava fazendo para me contar cada detalhe. Eu pensava no que se passava naquele quarto, como seria o comportamento dela em uma situação dessas… Ahhh safada!!!

Às 18h cheguei no quarto do hotel, olhei o zap, e vi que ela já tinha ligado o celular, mas estava off-line naquele momento. Fui tomar um banho, me masturbei pensando no que teria ocorrido. Saí do banheiro e deitei na cama. Naquele instante ela me liga, dizendo que já estava no táxi, voltando pro ...


Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]