Boquete desde Pequena

Loading

Oi! Meu nome é Yasmim tenho 19 anos e minha história começou quando eu tinha 9 aminhos. Levantei cedo para ir ao banheiro, quando passo pelo quarto de meus pais, vejo minha mãe pagando um boquete em meu pai. Não entendi o que era, mais fiquei sabendo mais tarde. Não falei nada com ninguém, mais no outro dia quando fui ao banheiro vi minha mãe chupando de novo. Fiquei olhando e minha calcinha ficou molhada sentindo um incômodo que nunca tinha sentido. Não sabia o quê era mais minha mãe fazia com gosto e meu pai gostava muito.

No condomínio em que morava tinha o Tio Pedro que brincava com as crianças como se fosse criança. Era uma pessoa muito boa falava com todo mundo e fazia amizade com todos. Quando estava sozinho com o Tio Pedro, criei coragem e falei com ele o que minha mãe fazia, ele falou que os namorados faziam isso e os meus pais estavam namorando. Perguntei se ele queria namorar comigo, ele disse que eu era muito lindinha, mais novinha para namorar. Sempre ajudava ele quando ele lavava o carro, queria ficar sozinha com ele. Todos os dias via minha mãe chupando meu pai e molhava minha calcinha e tive a ideia de fazer o mesmo com uma banana, treinei fazendo igual minha mãe.

Já com 10 aninhos minha curiosidade era tamanha. Quando estava ajudando o Tio Pedro a lavar sua Vam, teve uma hora que ele debruçou sobre os bancos para limpar o piso e eu na intenção de ajudar cheguei perto dele e segurei no seu pinto por cima do calção, ele não reagiu, eu continuei pegando e seu pinto que ficou maior na minha mão. O

calção era folgado e meti a mão por baixo entre a coxa subindo pela virilha e pagando seu pinto com a mão. Nossa! Que delírio! Pegar um pinto naquela situação e só com 10 anos. Não aguentei e diante da situação em que o Tio Pedro não se mexia, queria ver, sentir o cheiro e chupar como via minha mãe fazer. Num impulso puxei por baixo e ele veio até meus olhinhos veem. Cheguei perto para sentir o cheiro. Era um cheiro inebriante, suor com urina, cheiro de macho. Fiquei mexendo e cheirando, começou a sair uma babinha e não resisti passei a língua. Nossa! Que delícia! Estava realizando um sonho!

Escuto a vós do Tio Pedro falando.

– Matou a curiosidade? Agora chupa igual sua mãe.

Na mesma hora coloquei na boca e chupei como se fosse um canudo. Estava delirando de tanto prazer, como fazia na banana fiz igual minha mãe. Não demorou muito e ouvimos barulho na garagem, fingi que estava ajudando o Tio Pedro e peguei um saco de lixo para catar o que ele varreu.

Passado uma semana. Encontro Tio Pedro embaixo do prédio e vou de encontro a ele e dou um abraço bem apertado, ele me trata como se não tivesse acontecido nada entre nós. Ele estava subindo com sacolas de compras, ajudei ele abrindo a porta do apartamento. Quando entramos Tia Neuma, sua esposa, não estava. Logo queria continuar o que foi interrompido na Vam. Cheguei perto, peguei no pinto dele e disse que estava com saudades. Ele abril sua bermuda e me deixou á vontade. Nossa! Peguei com vontade brinquei um pouco e logo estava chupando. Chupei muito e ele ...


Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]