BRINCAR COM O MEU BUMBUM

Loading
BRINCAR COM O MEU BUMBUM

BRINCAR COM O MEU BUMBUM

Uouuuuuuuuu.
---Oi professora! --- João.
---Oi! --- Letícia.
---Eu sei que aqui você dá aula é de Português, mas eu fui a um psicólogo e falei, falei e falei... No final, ele disse que eu preciso é de um orientador sexual. Então queria aproveitar este tempo, pra conversar com você. --- João.
---Fala Gatinho? --- Letícia.
---Sou do tipo de homem, que gosta muito de receber e dar carinho. Se é que você me entende!? --- João.
---Vocês homens são engraçados! Na maioria das vezes, ligam a palavra carinho somente a ato sexual. Carinho é tocar na pele do outro, de forma terna, fraterna, de forma que possa sentir a alma, o suspirar. Carinho é cobrir o outro de beijinhos inesquecíveis. É estar juntos abraçadinhos, observando às árvores no seu dançar com o vento e as aves a conversar com o rio. É estar ali, ali, simplesmente ali de mãos dadas. Carinho é uma expressão do amor e não do sexo! --- Letícia.
---Nem olhe pra mim; pois estou caladinho aqui. --- João.
---Vocês homens, necessitam amadurecer suas mentes de forma sexual e assim, teriam um comportamento admirável perante as mulheres. Dizem saber tudo sobre sexo, mas o que sabem, é tão pouco, que até o básico, por vezes, é mau feito e desrespeitoso. Amar, me faz lembrar de arte; pois amar, exprime um sentimento único! Amar é um momento sublime, em que o corpo e alma, devem sussurrar juntos, de forma entrelaçadas. --- Letícia.
---Continuo calado. --- João.
---Está bem! Então, você gosta de receber e fazer carinho? --- Letícia.
---Sim e o meu negócio, é o meu bumbum. --- João.
---O que tem ele? --- Letícia.
---Eu gosto de receber carinho nele. --- João.
---Entendo. --- Letícia.
---Eu também dou o meu bumbum, para as mulheres brincarem com ele. --- João.
---Entendo. Só para mulher? --- Letícia.
---Sim. --- João.
---Com todo o respeito, não me leve a mau, mas a mulher só brinca com o seu bumbum? --- Letícia.
---Isso vai da imaginação dela. --- João.
---Da imaginação? Sei! O que elas fazem? --- Letícia.
---Elas brincam com meu bumbum, esfregam a bocetinha nele, chupam meu cuzinho, bem gostoso e depois enfiam o dedinho. Isso é uma loucura! --- João.
---Que sensação você tem? --- Letícia.
---Uma sensação gostosa, de liberdade, fico muito excitado. --- João.
---Fica mais excitado, no bumbum, ou no pênis? Mais excitado, do que se ela estivesse chupando o seu pênis? --- Letícia.
---Mais ou menos igual. --- João.
---Então são prazeres diferentes? Sensações

diferentes? --- Letícia.
---São sensações diferentes e todas deliciosas!!! --- João.
---Você mora com quem? --- Letícia.
---Com a minha família e você? --- João.
---Também. Você tem irmãos? --- Letícia.
---Só um? --- João.
---Eu tenho duas irmãs e sou a do meio. Você é o mais velho? --- Letícia.
---Sou. --- João.
---Quantos anos você tem? --- Letícia.
---Vinte e sete e você? --- João.
---Trinta e três. --- Letícia.
---Você já brincou com o bumbum de um homem antes? --- João.
---Não. --- Letícia.
---Até hoje, só deixei duas mulheres brincarem com o meu bumbum. --- João.
---Por que só duas? --- Letícia.
---Porque só encontrei duas que queriam. --- João.
---Por que essa dificuldade? --- Letícia.
---Muitas são preconceituosas. --- João.
---Entendo. --- Letícia.
---Elas não conseguem entender, que isso pra mim, é puro prazer. --- João.
---E o que elas falam, quando você propõe? --- Letícia.
---Fico tímido, de falar assim, na cara dura pra elas. --- João.
---Vá devagar então! Peça, para que ela faça uma massagem em suas costas, nas pernas, no bumbum. --- Letícia.
---Hummmm... você está me deixando excitado. --- João.
---Dê instrumentos, para que ela faça a massagem com penas, plumas, lenços etc.. --- Letícia.
---Hummm... --- João.
---A instrua, para que passe su-a-ve-men-te, por todo, o seu corpo, nas coxas e aí vai. Isso nos primeiros momentos sexuais, só isso e nada mais. Não vá com pressa, que se não, não terás o que almeja. --- Letícia.
---Você teria coragem, de brincar com o meu bumbum? --- João.
---Creio que isso, não seria questão de coragem e sim de prazer. Algum tempo atrás, conheci um rapaz, que me propôs isso. Queria tanto, mais tanto, que até ofereceu dinheiro. Mas acho, que o prazer não deva ser comprado e sim ofertado. E cadê a namorada? --- Letícia.
---Estou sem namorada, só tenho uns rolinhos. E você tem? --- João.
---Sem namorado. Os rolinhos têm relação sexual anal com você? --- Letícia.
---Pior que não! --- João.
---Que chato! E por que resolveu ter apenas rolos, casos e amantes? --- Letícia.
---Resolvi não, é pura falta de opção. Acho que estou esperando a pessoa certa. --- João.
---Entendo. Como é a pessoa certa pra você? --- Letícia.
---Não sei. --- João.
---Se você não sabe, então como pode estar esperando? É a mesma coisa, de você procurar algo, sem saber o que é. Primeiro, você precisa definir, o que quer da sua vida e o que pensa da mesma. Só depois, saberá definir, uma pessoa certa para ti. Aí sim, poderá buscar por ela. --- ...


Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]