Chupador de Buceta Gozada

Loading

Desde que meu marido me liberou pra sacanagem venho contando aqui algumas experiências a que venho tendo e que além de me dar enorme prazer, proporciona para o meu corno um tesão indescritível. Confesso que se soubesse antes que o tesão dele era ser corno já teria colocado as galhadas nele muito antes. Mas vamos lá, evoluindo em nossas sacanagens ficou claro pra mim e pude constatar isso visitando alguns blogs escritos por cornos ou esposas vadias que a tara deles é relativamente comum, tipo, não basta apenas a mulher ser puta e transar com outro, o tesão maior dos corninhos é pegá-las depois de foderem bastante, sujas de gozo, com cheiro de sexo, de pau, é isso que os atrai. Com meu marido não é diferente. O tesão do meu corno é chupar minha boceta suja de esperma, ou de me beijar logo após engolir a porra dos meus namoradinhos e agora que já saquei qual é a dele eu realmente estou caprichando muito na putaria e posso dizer pra vocês que é muiiiito bom! Até hoje, vira e mexe, eu acabo me envolvendo com alguém da academia, mas por exigência do meu marido ele queria que eu tivesse uma foda certa, tipo uma garantia de chifre semanal pra ele, (risos) pode isso gente! Mas enfim, de tanto insistir, acabei contratando um Personal muito gostoso e gatinho que tem na minha academia e que já sabia, pelas fofocas de algumas amigas, que ele era safadinho e cantava quase todas as alunas gostosas que ele dava aula. Combinei com o Fábio, de ele fazer uma avaliação comigo numa sexta-feira, que era um dia mais tranquilo pra mim, para montarmos uma série legal. Enfatizei que queria ficar mais sarada e definir melhor o braço e tal… O Fábio já nessa aula se mostrou um pouco surpreso comigo, dizendo que não tinha muita coisa pra melhorar no me corpo, que eu já era linda e estava com um corpão. Mas eu retruquei dizendo que, hoje em dia, os homens estão muito exigentes e querem sempre as mulheres cada vez mais saradas e gostosas. Ele de bobo não tem nada mesmo porque remendou logo perguntando: Ué, mas você não é casada? – Sou, mas ficando bonita pro meu marido eu fico bonita para todos, mulher que diz que não gosta de chamar atenção dos homens pra mim é tudo falsa hahaha! Ele apenas riu balançando a cabeça de forma afirmativa. Ele seguiu o protocolo dele, montou a série e combinamos de malhar no primeiro mês todos os dias no horário da noite, das 7 às 8h. Cheguei em casa e contei pro meu marido como foi a aula e que adoreeeei o professor gostosinho que ele estava bancando pra mim! Ele já ficou cheio de tesão de corno me incentivando dar pro professor e falei pra ele que só dependeria dele, a minha parte eu iria fazer direitinho… até que chegou segunda, dia da primeira aula. Pensei em impressionar o Fábio e fui ao shopping depois do almoço comprar umas roupas novas de ginástica. Não tem nada mais puta do que macacãozinho branco ultra decotado com as costas abertas pra malhar. Escolhi um com uns detalhes vermelhos nas laterais da calça e um contorno discreto, também vermelho, no decote do peito, tipo um pesponto. Em casa, na hora de me arrumar, coloquei uma calcinha bem pequenininha, bege pra não marcar muito e, puta-que-pariu, olhei-me no espelho e constatei que eu estava muito vadia! O meu peito quase ficava pra fora, eram duas bolotas amassadas e teria que me policiar pra não aparecerem às aréolas dos peitos, dependendo dos movimentos. Mas enfim, puta que se preza é isso aí mesmo. Cheguei à academia e foi aquilo né, todo mundo olhando e brincando comigo, eu conheço todo mundo lá, sou meio dada (risos!). Encontrei o

Fábio no salão da musculação e percebi que ele mirou a minha boceta inchada e rachada e meus seios. O safado com certeza tinha gostado e brincou: “- O que é isso hein, e ainda quer melhorar?!” Eu brinquei que sempre podemos melhorar… e começamos o circuito, falando amenidades da série e tal, mas eu logo engatei umas fofoquinhas da academia pra ver se ele era muito fofoqueiro ou se era esperto e comia quieto as putinhas da academia. Eu sabia de alguns casinhos que rolavam, mas ele não evoluía muito e mudava de assunto. Tive então certeza que podia avançar o sinal e paquerar o gostosão. Ao fim da série sempre faço uma sequência de abdominais, o primeiro na máquina e o movimento dela, faria meu peito explodir, eu sabia que corria o risco do meu peito dar uma pulada nessa brincadeira, mas queria mesmo que ele visse algo. Ele preparou a máquina e ficou de frente pra mim e, já no primeiro movimento eu percebi que o peito subiu muito, mais uns dois movimentos e meu bico estaria quase exposto. Eu fingi que não vi e continuei e não deu outra os dois seios ficaram com meios bicos espremidos na roupa, de fora. Como ele estava bem de frente e a academia não estava cheia, ninguém percebia, mas vi que ele ficou vermelho de vergonha e nitidamente sem saber se falava ou não, mas acabou falando: “-Olha, é melhor você se ajeitar um pouquinho aqui!” E fez o gesto com a mão indicando o peito. Eu olhei e me fiz de boba: “-Nosssaaaa!…” que vergonha. Ele falou: “-Imagina, isso sempre acontece comigo, e da uma vergonha a gente nunca sabe direito se fala ou não fala. Mas se eu não falar, daqui a pouco tem platéia aqui não é?” Eu disse: “-Ah é? Será que eu to com essa bola toda?” Ele falou: “-Ah, se está!” E ficou rindo. Eu estava molhadinha de tesão já e pensei, quer saber, eu quero foder com esse cara hoje ainda e surpreender meu marido, vou dar na primeira aula! Mudamos pro abdominal naquelas bolas enormes e nessa posição além de estufar o peito, dependendo do grau de safadeza da mulher ela pode se arreganhar um pouco. Eu fiz mais que isso, enquanto ele me posicionava na bola de frente pra mim, eu rolei a bola pra frente na direção dele, como que se tivesse perdendo o equilíbrio e ele me segurou. Fiquei olhando safadamente nos olhos dele e ali com certeza ele viu que eu estava mal-intencionada. Encerramos a aula no alongamento e eu pedi pra ele me acompanhar até ao carro, pois eu queria deixar logo pago a semana inteira de aulas. Estava um mega calor então pedi pra ele entrar no carro enquanto eu ligava o ar-condicionado. Ele agiu naturalmente e entrou. Carro de puta tem sempre os vidros muito escuros e, então, dali pra frente eu estava segura do que faria, girei meu corpo em cima dele pra pegar minha bolsa no banco de trás e ao invés de pegá-la fiquei tentando achar o talão na bolsa de forma que ele pudesse apreciar meus seios quase no rosto dele. Peguei o talão, preenchi rapidamente o cheque e entreguei pra ele que agradeceu e perguntou se malhávamos no dia seguinte no mesmo horário. Eu respondi com cara de piranha pra ele: “-É né, infelizmente só te vejo amanhã…” Ele demonstrou alguma preocupação e disse: “-Oooolha lá o que você está pensando hein, depois vocês ficam aí arrependidas.” Eu devolvi pra ele: “- Olha bem nos meus olhos e me diz se por acaso eu tenho cara de quem me arrependo de alguma coisa?” Ele se aproximou e me agarrou, era tudo que eu queria, um beijo tarado, gostoso, proibido, com tesão! Beijei-o como sempre faço, igual uma puta, eu estava ...


Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]