DESCOBRI QUE MINHA ESPOSA É UMA PUTA…

Loading

DESCOBRI QUE MINHA ESPOSA É UMA PUTA…


Meu nome é Junior, tenho 24 anos, sou casado a 4 anos; minha esposa tem 22 anos, tem 1,68 de altura, uns 55 quilos,cabelos pretos e lizos, olhos castanhos claros, pele clara e é bem bonita.

o que vou relatar aconteceu em Julho do ano passado, aqui na nossa região é época de praia (Rio Araguaia e Tocantins), pois bem, como eu estava de ferias do serviço fomos passar duas semanas acampados na praia, minha esposa que se chama Cíntia, adora praias, e adora uzar biquinis bem pequenos, e eu também adoro ve-la desse jeito. A praia estava bem movimentada, todas as noites tinham festas e ficavamos até tarde dançando e bebendo, e sempre quando iamos para nossa barraca davamos uma fodida. Depois de três dias aconteceu um imprevisto, um amigo nosso havia quebrado o braço, e pediu-me para leva-lo pra cidade, pois mesmo tendo sido atendido no posto médico local não tinha mais vontade de ficar lá. Não pude negar este pedido, e falei a Cíntia que ficasse, que iria mas voltaria no outro dia cedo. Ela a principio não queria ficar, mas como não tinha ninguém de confiança para olhar nossas coisas ela aceitou ficar.

Pois é, eu e meu amigo pegamos um barco que nos levaria à beira do rio,um percurso que levava uns 30 minutos; quando ja estavamos saindo com meu carro, por coincidencia passou um onibus que iria pra nossa cidade, meu amigo pediu que acompanhasse o onibus pois ele iria nele, eu ainda falei que eu mesmo iria leva-lo, mas ele disse que preferia ir de onibus, e assim foi feito. Quando consegui voltar pra praia ja eram umas 18:30horas, logo que desci do barco vi a Cíntia sentada num barzinho com um rapaz, achei estranho e decidi ficar um tempo so

olhando; eles conversavam animadamente e tomavam uma cerveja atraz da outra, já estava escuro quando eles se levantaram e sairam conversando, fui atraz sem deixar que me vissem; me parecia tudo normal, pensei que fosse so um amigo dela, quando ja pensava em me aproximar deles vi ele passando a mão na bunda dela, coisa rápida, mas passou, como ela não fez nada resolvi ficar mais um tempo seguindo-os. Eles foram na direção de onde ficam as barracas(feitas de palha pelos organizadores da praia e alugadas aos turistas, são bem grandes), uma área mais tranquila, sem muito movimento, eles entrara em uma barraca, eu corri e fiquei atraz da barraca, abri uma buraco na palha sem fazer muito barulho e fiquei espiando. Ela parecia estar meio que tomada pelo alcool, mas consciente do que fazia, se beijavam apaixonadamente, eu estava morrendo de ódio, louco pra entrar e matar os dois; mas ouvi um barulho de gente chegando, eram dois rapazes que entraram na mesma barraca, quando viram os dois se beijando pediram descupas e foram saindo, mas o que estava com minha esposa correu e os acompanhou do lado de fora da barraca, ouvi quando ele falou baixinho pra eles, dizendo que voltassem dentro de uns 15 minutos e se juntassem a farra,que a garota parecia ser bem vagabunda e acabaria aceitando dar pra todos. Isso me deixou mas irado ainda, mas também me deu um tesão enorme, meu penis ficou duro na hora. O rapaz voltou pra barraca e disse a Cíntia que tudo bem, eram os amigos dele que estavam repartindo a barraca, mas que não voltariam.

Ela simplesmente o beijou, ele passava as mãos em todo corpo dela, pegou a calcinha do biquini pos de lado e começou a acariciar o reguinho dela, dava pra ouvir a respiração dela ...


Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]