Domingo de PUTA, sem meu marido e sem camisinha

Loading

Olá amigos, este é o segundo conto da minha vida, ao primeiro conto dei o nome de Me tornei uma puta sem perceber I e II, e nele relatei como minha prima e o marido dela me prostituíram quando eu ainda namorava meu atual marido, recebi muitos e-mails legais e teclei com algumas pessoas interessantes pois minhaé intenção é de apenas fazer amigos virtuais, novamente desta vez estou escrevendo incentivada pela minha amiga que é muito mais safada que eu.

Sou casada, 39 anos, loira, 1,65m, 52kgs, olhos claros e os caras para quem já dei dizem que sou bem puta e gostosa, se bem que neste assunto não se deve confiar muito no que eles dizem.

Meu marido é executivo numa empresa comercial e nesta época do ano ele trabalha mais que o normal e domingo teve de passar umas horas na empresa, então para não ficar sozinha em casa combinei que passaria a tarde no flat do nosso amigo Marcos e ele que depois ele me pegaria na hora de ir embora, como já fizemos assim antes não teve problemas, e como não estou tomando pílulas no momento, ele só me perguntou se eu estava acompanhando a tabelinha e respondi que sim, se bem que a eficiência dela é de 70%e sempre antes de cada menstruação, qualquer pequeno atraso sempre trás à dúvida, desta vez estarei grávida??

Sábado saímos com nosso amigo, mas não rolou nada e agora, ficar sozinha em casa não dava mesmo, me arrumei como uma garota de programa que vai à casa do cliente, apenas um vestido sem nada por baixo e uma sandália alta e sexy, meu marido me deixou na porta do flat e foi trabalhar, meu amigo veio me receber na portaria e já no elevador começou a me agarrar e beijar, tirando meu vestido, falei da câmera do elevador e ele respondeu que o zelador era boa gente e merecia assistir, deixei ele chupar meus peitos e já sai do elevador quase nua, assim que entramos no apartamento ele e jogou no sofá tirou meu vestido e suas roupas e me penetrou de uma vez fazendo eu gritar, pois ainda não estava totalmente lubrificada, mas bastaram alguns minutos com aquele pau quente dentro de mim e minha buceta se ensopou e dilatou-se de uma vez, ele parecia um cachorro no cio e bombava dentro de mim feito um tarado, tanto que em poucos minutos senti um jato forte de porra quente e farta inundar-me até o útero fazendo-me gritar, ele justificou tanto desespero em me comer dizendo que desde sábado tinha ficado louco por mim e nem dormiu direito à noite pensando no domingo quando treparia comigo, eu entendi bem a justificativa dele, pois eu também, apesar de ter trepado a noite com meu marido, estava louca de tesão para dar para ele.

Recuperados da súbita trepada fomos para a cobertura aproveitar a piscina e por estarmos sozinhos nem nos preocupamos em colocar roupas e ficamos pelados tomando sol, virei-me de bruços e pedi para o Marcos passar bronzeador no meu corpo, pedi para ele pegar o vidro de Australian Gold que eu havia trazido e deixado em minha bolsa no apartamento dele e ele foi buscar e logo voltou e para minha nova surpresa trouxe o zelador do prédio junto, quando ia levantar-me ele me mandou ficar deitada e disse que o homem iria passar o bronzeador em mim, fiquei gelada na hora, mas cedi e o homem começou a lambuzar-me de óleo, meio sem jeito e com as mãos um pouco ásperas ele foi espalhando o óleo pelo meu corpo até chegar na minha bunda, o próprio Marcos abriu levemente minhas pernas para os

dedos do homem deslizarem pelo meu rego e senti os dedos grossos dele massagearem meu cu e em seguida meu grelo e minha buceta, o tesão foi instantâneo e gozei várias vezes seguidas com pequenos gemidos. Marcos percebendo o final da brincadeira, dispensou o homem que nos deixou sozinhos, após brigar muito com ele pela sacanagem que me fez ficamos um bom tempo ali conversando, virei-me na espreguiçadeira e pedi para o Marcos passar bronzeador na parte da frente do meu corpo e dai para minha surpresa ele disse quem faria isto era o zelador, pois ele teria de terminar o serviço que começara, tentei argumentar, mas ele disse que naquele domingo eu era a puta dele e faria o que ele mandasse e assim ele fez, interfonou ao zelador que logo subiu, eu estava na espreguiçadeira com as pernas entre abertas e com minha buceta exposta, ele chegou pegou o bronzeador e começou a espalhar pelo meu corpo, desta vez com mais calma e parecia que as mãos estavam menos ásperas e meu tesão foi aumentando, ele estava bem próximo a mim e sem querer encostei a mão no pau dele que estava duro como pedra, o Marcos percebendo mandou-me tirar o pau para fora e chupar, recusei-me e ele me pegou pelo cabelo e mandou-me obedece-lo, abri a calça do homem e quando vi a rola dele tive um arrepio, pois ela era grande e mais escura que o homem, senti ela pulsando da minha mão e nem esperei o Marcos mandar enfiei ela na minha boca e a chupei até dobrar de tamanho, o Marcos safado perguntou se ele havia trazido a camisinha e ele diz que sim, então ele mandou-o coloca-la e me comer, ai vi que ele já tinha combinado tudo com o homem, então o Marcos colocou-me de quatro, enfiou o pau na minha boca enquanto o zelador metia na minha buceta, queria gritar, mas o pau dele na minha boca me impedia, depois ele colocou-me de pé no degrau do deck para ficar mais alta e o zelador em baixo me pegando por trás, comendo minha buceta avidamente o Marcos se masturbava e assistia tudo atentamente, depois estendeu uma toalha no chão e mandou o homem deitar, disse que iam fazer um dp em mim, não tinha como resistir e sentei com a buceta no pau do zelador deixando meu cu livre para o Marcos que o penetrou sem dó e desta vez eu gritei tendo dois paus me comendo ao mesmo tempo, depois de se fartarem de me foder, colocaram-me de joelhos e gozaram a vontade sobre meu rosto, boca, cabelos e seios, já nem sabia a porra de quem estava engolindo, depois de praticamente estuprada por eles, fiquei puta da vida com o Marcos, dei vários tapas nele, fui para a ducha e depois para a sauna.

Fiquei lá um tempo sozinha, mas como ele sabe que meu tesão por ele é maior que a raiva, apareceu por lá com uma garrafinha de água mineral, me agradou e falou para eu descer que a comida já estava chegando.

Atendi e desci para o apartamento dele, tomei um gostoso banho, lavei os cabelos com meu xampu que fica lá no banheiro dele e sai somente de toalha na parte de baixo e molhada como gosto de ficar após o banho.

Quando chego na sala, tenho outra surpresa, um rapaz bonito e sarado com no máximo 19 anos, me chamou a atenção, era entregador do restaurante chinês estava com, não tinha como evitar passar pela sala, então me aproximei deles, os bicos dos meus seios estavam durinhos de novo, ao passar o Marcos me puxou pela mão e ...


Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]