FUI ESCRAVO DE UM VIADO

Loading

Tudo começou quando eu tinha 18 anos. Tinha terminado um namorinho com uma menina, e estava precisando meter. Naquela época, tinha um amigo, o Fernando, da minha idade, e ele sabia disso. Um dia, fui até a casa dele e nós entramos na Internet, na sala de sexo. Comecei a fazer sexo virtual com uma menina de 18 anos, que dizia ser loira, alta, etc… Quando eu estava dizendo que ia gozar, ela disse assim: “Goza, mas goza sabendo que você tá talando com um cara muito macho e gostoso, e não com uma loirinha. Eu fiz de você um viadinho!”, e eu fiquei puto de raiva. Mesmo assim, comentei com o Fernando: “Esse cara pode ser macho, e eu não gosto de macho, mas me deixou com um puta tesão”. Então, ele me perguntou: “Se um cara tivesse afim de te dar a bunda agora vc comia?” e eu disse que sim. Ele falou: “Então vem que agora você vai me arrombar”. Então, nós transamos. Depois daquele dia, transei mais duas vezes com ele, e depois parei, mas continuamos amigos. Depois de um tempo, ele decidiu assumir que era gay, e ai eu parei de falar com ele. Ele ficou com muita raiva, mas eu nao achava legal eu andar com um gay assumido. Depois de algum tempo, quando todos na escola já sabiam que ele era gay e todos ficavam zoando com ele, apareceu num mural dos alunos uma foto minha com ele, que tiramos quando éramos amigos. Fui muito zoado também, mas todos sabiam que eu não era gay. Depois de um dias, apareceu outra foto nossa, de uma vez que tínhamos ido para a praia. Estávamos de sunga e abraçados como amigos, e aí eu fui falar com ele, pra saber porque ele estava colocando aquelas fotos lá. Estava chegando perto dele com jeito muito macho, e logo que cheguei dei uma forte coçada no saco. Perguntei pra ele e ele disse:

“Isso é só o começo. Veja isso aqui.” e ele me mostrou uma foto de quando estávamos transando. Fiquei imóvel, e aí ele me disse: “Eu quero você amanhã, às 3 da tarde, na minha casa, senão, eu mostro essa foto pra todo mundo. Pode ficar com ela pra você, porque eu tenho cópias.” Jogou a foto no chão e estava saindo, quando se virou e disse: “Ah, eu quero que você vá vestido com aquele shorts vermelho em que você fica muito gostoso e com uma camiseta regata bem soltinha. Vai de chinelo também, porque assim você fica bem gostosinho pra mim.” e aí foi embora. Fiquei o dia inteiro pensando naquilo, mas sabia que não tinha saída. No outro dia, nem fui na escola, mas três da tarde estava lá, na porta da casa dele, só que não fui como ele mandou eu ir, fui com uma outra roupa. Logo que cheguei, toquei a campainha, e de lá de dentro ele jogou a chave do portão e mandou eu abrir. Abri o portão e entrei. Entrei na casa dele, e como não tinha ninguém na sala, logo fui para seu quarto. Lá estava ele, deitado na cama, com uma roupa que o deixava bem viadinho: uma calça super justa e uma blusinha feminina. Assim que passei pela porta, ele mandou eu parar porque queria olhar para mim. Depois, disse: “Não me obedeceu? Mandei você vir com uma roupa e você veio com outra, mas tudo bem… Tira bem devagar a sua roupinha, fica só de cueca pro seu viadinho”. Ia começar a tirar a camisa, mas ele mandou eu ligar o rádio, e rebolar enquanto tirava a roupa. Tirei tudo bem devagar, como ele mandou, ficando só de cueca. Logo, fiquei excitado, e queria mais era tirar proveito da situação. Fui pra perto dele, pronto pra comê-lo. Ele disse: “Tá pensando o que? Vai fazer o que eu mandar, não o que você quiser! ...


Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]