incentivei meu marido dar o cu

Loading

INCENTIVEI MEU MARIDO DAR O CU


Meu nome é Walquíria , tenho 34 anos , sou morena clara , tenho 1,72m de altura , meu peso atualmente é 62 kg, tenho um bumbum que mexe com a imaginação dos homens e ainda reconheço que sou bastante sem vergonha . Tenho 13 anos de casada , mas sem filhos . Meu marido se chama Awilmar , tem 39 anos , é um pouco mais claro que eu , com a mesma altura e seis quilos a mais que eu.

Meu marido é um gato , tem um corpo atlético, com pernas grossas e sem nenhum pelo . Na verdade , meu marido não tem pelo no corpo , a não ser um pouquinho na genitália .

Todo homem tem algum traço feminino, por menor que seja , mas os traços no Awilmar , são muito marcantes às vezes brinco com ele ; Meu gato, se você nascesse 5 minutos mais cedo , nasceria uma lida mulher.

Êle tem uma bundinha lindíssima , daquelas que da vontade de morder a toda hora . Grande e redondinha, mas infelizmente, para complicar é um homem super careta.

Para me comer, quando éramos namorados , tive que usar mil truques, até conseguir.

Eu falei no início que sou sem vergonha, mas a minha imaginação supera a minha sem-vergonhice.

Minha vida sexual começou muito cedo . A minha primeira trepada se deu exatamente no dia em que completei treze anos e foi com o namorado de uma amiga da minha mãe .

Minha mãe confiava muito nela e permitiu que eu dormisse na casa dela , conclusão ; fui comida por ela e pelo seu gostoso namorado a noite inteira , com direito a outras e outras.

Desde esta época , minha fantasias vêem me surpreendendo.

Eu sempre venho conseguindo realiza-las.

A minha primeira fantasia realizada, era ter uma outra mulher na cama, junto com o Awilmar. Demorei três anos tentando, mas acabei conseguindo

Está experiência foi o máximo. O Awilmar , ficou tão maravilhado que repetimos muitas outras vezes .

A mais difícil das minha fantasias, era ver meu marido com um belo cassete na bunda .

Coloquei minha cabeça para funcionar.

Iniciei implorando a ele para colocar-mos um travesti na nossa cama.

Ele se mostrava sempre arredio á idéia, sempre retrucando; Isto eu não concordo de forma alguma .

Eu deixava ele esqueceu e um mês depois , sempre na hora gostosa , quando estávamos a mil , eu votava de leve ao assunto. Ai eu fantasiava , mas meu amor , eu tenho umas quatro amigas que atestam que é o máximo . Elas dizem que os travestis são de uma forma geral , muito românticos,

Carinhosos e trepam maravilhosamente, tanto passivos , quanto ativos.

Mas eu não quero, retrucava , êle.

Demorei quase um ano , mas acabei convencendo-o.

Tudo bem , já cansei desta insistência , convide uma boneca , mas que seja bem feminina e bonita .

Sai no mesmo dia para a noite , afim de encontra alguém antes que o Wil mudasse de idéia .

Era meu dia de sorte ,

encontrei uma morena de tirar o fôlego .

Parei meu carro perto dela e chamei-a . Ela veio e me cumprimentou com toda elegância .

Por favor entre !

Perguntei quanto custava sua noite de programa com um casal . Eu não queria horas e sim uma noite inteirinha, pois esperava por isso há anos .

Ela deu o preço e eu fiz minha proposta;

Eu dobro seu cachê , mas quero ver você comer meu marido de todas as formas.

Contei para ela a minha fantasia e também , o jeito machão do Wil e os pontos fracos dele.

Awilmar é do tipo narcisista , tem o hábito de ficar nu diante do espelho e se admirar de frente e de costas, o outro ponto fraco é a bebida. Duas doses de wisk são suficientes para ele se alegrar e entrar num clima.

Vale tudo? Perguntou – me a bonequinha ! Isto é, posso fazer qualquer coisa com ele, em relação ao sexo ou você tem alguma restrição ?

Desde que ele tope , pode fazer o que você tiver vontade, quanto mais fundo, melhor será.

Lucinha topou o programa , me garantindo que levaria meu marido onde eu desejasse .

Combinamos que seria na próxima sexta feira.

Na hora combinada , Lucinha chegou .

A campanha tocou . Quem foi atendeu , foi o Awilmar.

Ela o cumprimentou com elegância e perguntou por mim.

Eu fingi , não saber quem era.

Quem é amor ?

È uma gata lindíssima e esta esperando por você , na sala.

Eu estava terminado de me aprontar .

Wil me faz um favor , diz a ela que em cinco minutinhos eu apareço . Se não for incômodo para você, fique conversando com ela, enquanto eu termino de me arrumar.

Meu marido , ainda não sabia que aquele seria o grande dia .

Demorei uns quinze, minutos, dando tempo para a bonequinha ganhar a confiança de Awilmar.

Lucinha estava realmente bela. Usava uma mine blusa azul claro e uma micro saia branca, que permitia ver sua calcinha branca sem fazer força.

Ela era realmente carismática e desinibida .

Iniciou seu papo, tecendo elogios sobre a beleza do Wil . O papo estava animadíssimo, com cinco minutos de conversa, eles já estavam falando sobre sexo.

Eu entrei na conversa , tomando cuidado , para não desviar o assunto.

Enquanto vocês troquem de idéia , vou preparar alguma coisa para nós.

Awilmar pediu licença um pouquinho e veio me perguntar de quem se tratava , aquela gata.

O que você achou dela ?

É muito bonita, educada e interessante.

Então volte para lá , não a deixe constrangida .

Eu lhe sorri com malícia e respondi. É a boneca que vai completar nossa cama hoje.

Meu marido ficou vermelhinho.

Você está se sentindo bem ?

Estou !

Então termine de preparar os drinks , que eu irei para a sala , enquanto isto você se recompõe.

Nós duas , ficamos arquitetando o plano, mas ela me falou que seria moleza, a julgar pelo início do papo. Pois ele lhe falara que entre quatro paredes valia qualquer coisa , desde que o casal estivesse em ...


Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]