INCESTO REAL - Aproveitei do Priminho

Loading

No final do ano passado uns parentes resolveram passar a virada de ano aqui em casa, vieram um tia, tia, uma prima e dois primos. Havia tempo que não os via, nem lembrava os nomes deles. Os primos, como eram mais novos eu nunca havia chegado a conhecer.

Um deles era branquinho, quase da minha altura, loiro, magrinho, uma delicinha, do jeito que eu gosto. Quando eles chegaram eu tava sem camisa e com um short branco (como sempre fico), e um pouco transparente.

Fomos nos cumprimentando, quando cheguei nele, demos um aperto forte de mãos e um abraço um pouco demorado, porém discreto, colando todo o meu corpo no dele, pude sentir seu corpo todo durinho, estilo surfistinha. Durante o abraço colei meu rosto no pescoço dele, logo abaixo da orelha, como se fosse beijá - lo, e roçei a minha barda que estava por fazer, arranhando ele. Com uma mão alisei seus cabelos na nuca, e com a outra envolve a cintura fina dele e a apertei firme. Tenho certeza que ele pirou na hora. Os outros estavam ocupados conversando e se cumprimentando. Como ele foi o último que eu cumprimentei me posicionei do seu lado ainda com um dos braços envolta dele, na cintura. Foi breve, logo me afastei.

Logo que vi aquele guri eu gamei com força, e durante o papo que seguia entre todos eu percebia que ele me olhava curioso, mas até aí eu não podia supor nada a respeito, mas sempre que olhava para ele, ele estava me olhando, olhando meu corpo, nisso, eu já fiquei em alerta, e conversava tocando o meu corpo (braços, barriga), para direcionar mais ainda o olhar dele. Ele me olhou curioso o dia todo.

Enfim, ficou decidido quem iria dormir aonde, e ele iria ficar no meu quarto (por só ter espaço, só caberia um), num colchão no chão, do lado da minha cama, outros na sala e varanda.

Eu já estava pensando em como eu ia fazer para me divertir com ele. À noite, na hora de dormir, ele foi se ajeitando, tomou banho e

se trocou no banheiro mesmo. Ele colocou um samba canção e uma camisa fresquinha e foi para meu quarto. Fui tomar banho também, porém, decidi me troca na meu quarto com ele lá. Entrei de toalha e fechei a porta no trinco (ele me olhava disfarçadamente). Ele já estava deitado, ainda acordado, debaixo do lençol, sem camisa, mexendo no smartphone. Fiz hora de toalha procurando minhas roupas, eu havia dobrado a toalha ao meio, deixando ela mais curta, quase um palmo acima do joelho. Ele estava deitado entre minha cama e o armário. Me aproximei do armário para procurar minhas roupas, e eu tinha que ficar do lado dele, em pé, próximo de sua cabeça. E como minha toalha estava curto, ele podia me olhar por baixo, fiquei fazendo hora em pé perto dele procurando minha cueca, com as pernas um pouco afastadas para facilitar a visão dele, eu dava um jeito de dar uma conferida para ver se ele estava me olhando e pude confirmar que sim, me deu um tesão na hora e meu pau cresceu.

Eu peguei uns dois shorts e cueca que eu nem ia usar e joguei na cama junto com o meu celular, só para poder dar um passo por cima do Loirinho e facilitar ainda mais o visão dele. E foi o que fiz, eu dei uma passo por cima dele, no entanto, fiquei de pernas abertas em cima dele, com uma perna de cada lado de sua cabeça, fingi estar mexendo no celular. Meu pau tava duro como pedra, com o tesão que eu tava, só faltei babar na cara dele.

Depois disso, peguei a cueca que eu isa usar e fui para próximo do pé dele, e fiquei de costas para ele, tirei a toalha e terminei de me enxugar, exibindo minha bunda para ele, eu olhava pelo canto do olho, e percebia ele me olhando, passei a toalha no rabo e abria um pouco pra ele. Abaixei pra enxugar minha pernas (Na verdade eu já estava enxuto, rsrs) me enclinando pra frente pra exibir meu ...


Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]