Macho Alfa - O Sarado tinha Namorada.

Loading

PARTE 5

Logo depois de ter arrombado o cu do novinho do Hornet eu fui para a casa do marrentinho sarado que tinha uma namorada. Fomos nos comunicando por mensagens durante o caminho, que não demorava mais do que 10 minutos.
Quando cheguei lá, ele já estava no portão me esperando apenas de toalha. Nos cumprimentamos com um aperto forte de mãos.
“Entra ae”, disse, de um jeito másculo, abrindo a porta para mim e apontando para dentro com o polegar. A porta não seria a única coisa que ele iria abrir para mim, pensei.
O celular dele tocou.
“Oi amor”, disse ao atender e ao mesmo tempo ia me conduzindo em direção ao seu quarto. Imaginei que fosse a namorada dele. A ligação foi breve, “Beijo”, e desligou.

Jogou o celular sobre a cama, se ajoelho diante de mim e começou a alisar e esfregar a cara na minha pica sob a calça. Confesso que esperava um beijo dele antes mas aquilo me deu um puta tesão. Ele rapidamente abriu meu zíper, tirou meu cacete pra fora e o abocanhou ainda mole preenchendo toda a sua boca. Ele começou a me mamar como um bezerro faminto, engolindo todo o meu pau, fazendo-o crescer dentro de sua boca.
“Senta aí”, me disse apontando para a sua cama.

Sentei e ele

começou a se deliciar com aquele pedaço de carne que enchia a sua mão. Alternando entre mamadas, punhetas, beijos e cusparadas. Ele segurava meu pau e batia para mim dando apertadas firmes, beijos molhados. Segurava minha pica com as duas mãos como se fosse um troféu
Eu estava sentado na beira da cama e ele ajoelhado diante de mim com o rabo empinado. Com seus braços ele me envolveu pela cintura e sugava meu pau ora freneticamente ora bem devagar. Ele era o tipo de macho puto que sabe bem o que quer e do que gosta.

O safado deslizava a língua da cabeça até a base olhando nos meus olhos, abocanhava as minhas bolas me dando a sensação de que ia engoli-las. Meu estava tão babado que sua saliva escorria por minhas bolas umedecendo o lençol. Ele batia e esfregava a minha pica na sua cara. Seu rosto estava tão lambuzado de saliva que brilhava. Quando ele tirava o meu pau da boca, sua baba ficava ligada da sua boca ao meu pau enquanto escorria devagar.
Enquanto ele me olhava de baixo com aquela cara de macho safado eu segurei seu rosto molhado, juntei saliva na minha boca, sinalizando para ele que ia cuspir, ele abriu a boca para mim e dei-lhe uma cusparada ...


Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]