Massagem em família

Loading

Nesse dia minha cliente (sou massagista) resolveu ser atendida em casa. Teve alguns problemas de horário e não poderia ir até à clínica. Peguei todo o material que seria necessário e segui para encontrá-la. Pedi que, para não perdermos tempo, ela já disponibilizasse o espaço onde eu iria montar a mesa de massagem e uma mesinha adicional para apoiar os oleos, cremes e etc…Ela me disse que iria providenciar tudo para que eu fizesse um bom trabalho.

Chegando lá, de fato, já estava tudo de acordo para iniciarmos nossa sessão.Ela já estava de calcinha e sutiã e bastou eu armar a mesa para começarmos. Estava massageando ainda os pés quando o pai dela chegou e se assustou de encontrar aquela bagunça na sala. Mas era uma bagunça que se autoexplicava. Continuei o meu trabalho com ele por perto, rondando. Parecia aguardar alguma coisa. E essa coisa chegou quando comecei a massagear as coxas de minha cliente. Eu precisava fazer movimentos em direção a virilha e era inevitável que meus dedos esbarrem na buceta dela. Percebi que o pai não tirava os olhos do meu movimento e chegou mais perto perguntando se poderia me ajudar, ele em uma perna e eu na outra. Não adiantou dizer que “não, obrigada”. Ele se posicionou do outro lado da mesa e começou a massagear a virilha da filha esbarrando de forma proposital os dedos na buceta dela. Enquanto isso, eu dava andamento na massagem e já estava na barriga. Ele comenta que a filha não tem barriga, tem um corpo lindo que desperta a vontade de ficar alisando incansavelmente. Concorco com ele, digo que sim, realmente o corpo dela deve mexer com muito imaginário por aí. Chego aos peitos. Massagear os seios é sempre muito delicado pois os mamilos sempre

ficam durinhos e eu tento disfarçar que não estou reparando, mas nao tem jeito. Nessa hora, enquanto massageio os peitos, ele se debruça sobre ela e pergunta pra filha se nao quer me mostrar como é a massagem que eles fazem. Pasmei. Aquela situação era nova para mim. Tanto o fato de serem pai e filha como eu estar ali e ainda pior (ou melhor, excitada). Ela ri e pergunta se topo participar de uma massagem a três…não tenho muita opção e digo com a voz embargada “uhum”. Então o pai pede que eu continue a massagear os peitos e chega por trás de mim e começa a se esfregar na minha bunda, me sarrando…engulo seco…começo a puxar devagarinho os mamilos da filha dele entre meus dedos encharcados de oleo…ela geme baixinho…diz que quer massagem com minha língua no peito dela. Caio de boca naquele peito lindo, durinho e lisinho. Quando me debruço em cima dela, o pai tira abaixa minha calça, chega minha calcinha pro lado e começa a tocar minha xoxota, devagarinho…nisso já estou entorpecida de tesão. Chupando os peitos da minha cliente e sendo chupada pelo pai dela…hmmm…delicioso isso! Ele fala pra minha que estou muito molhada…ela responde que precisa sentir. Ela senta na mesa de massagem e começa a m beijar com o pai ainda m tocando. Ela abre minha blusa e encontra meus mamilos tb durinhos, dá um gemidinho baixinho e vai descendo as mãos, fica massageando bem de levinho meus peitos e vem trazendo a boca até eles. M contorço…levando dedada na buceta e chupada no peito…tesão nas alturas…ela desce da mesa fala pro pai q agora eu serei a cliente…eles m deitam, ele abre minhas pernas e fala pra filhinha cair d boca na minha buceta já tao molhada…minha cliente o obedece ...


Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]