Meu filho Bebado (Real)

Loading

O estranho som do caminhar do meu filho subindo as escadas, totalmente bêbado, em direção ao banheiro, anunciava, que provavelmente ele iria vomitar, e aquele som horrível, mais uma vez me atormenta.


Cliff, nunca fora um grande bebedor, mas desde de que começou a sair do trabalho e passar nos bares com seus amigos, que bebiam há tempos, meu filho, se tornou um grande bebedor.


Depois de ele se aliviar no banheiro, aquele terrível barulho, cessou, eu fiquei ali, atenta, esperando ouvir os passos dele pelo corredor, que ia do banheiro até o seu quarto, mas nada ouvi, fiquei, ali esperando por nada. Então resolvi, ir até o banheiro, temendo Ter acontecido o pior.


E não foi minha surpresa, que, ao chegar ao banheiro, lá estava meu filho, quase que desmaiado no chão, completamente bêbado e totalmente nu. Me aproximei, e tentei levantá-lo, algo, que foi inútil, pois ele não conseguia se manter em pé. Eu o sacudi pelos ombros gritei seu nome, quase em vão, pois seus, olhos abriram, porem ele nada disse, ou pelo menos nada fizera para tentar ficar em pé. Minha única alternativa, foi então, colocar meus braços em volta de seu ombro, e ergue-lo, para tentar conduzi-lo até o seu quarto. Tarefa esta que até então, vinha dando certo, até que próximo ao seu quarto, ele tropeça e cai como um pedra no chão. Eu gritei seu nome, e o sacudi novamente, mas em vão. A não ser pelo estranho fato, de ele, com seu dedo, puxar o laço de minha camisola, expondo assim, totalmente meus seios. Fiquei de certa forma embaraçada, porem, me lembrei que devido ao seu total estado de embriaguez, ele nada lembraria no outro dia. E não sei porque, me veio uma imagem de 22 anos atras, quando estes mesmos seios agora expostos, o alimentaram muito. E com

o leite que sai destes peitos, o ajudaram a formar o homem forte que ele é hoje. Por fim, quando após tanto esforço, eu consegui deita-lo em sua cama, ele tenta me beijar e percebendo a minha negativa diz:


– VENHA BABY, ME BEIJE NOVAMENTE.


Disse ele, com aquele terrível cheiro emanando de sua boca.


– APENAS SE PREPARE PARA DORMIR.


Eu disse a ele.


Mas, quando eu fui tentar empurrá-lo para a cama, para minha surpresa, ele se levanta, e ficando meio que sentado na cama, tenta me agarrar, tentando me desvencilhar de seus fortes braços, novamente minha camisola tem o laço desfeito, e novamente meus seios ficam expostos, e após tanto lutar contra ele, acabo por fim, caindo com meu rosto, sobre a barriga dele, e ele fica deitado, em silencio, como quem estivesse desmaiado. Quando levantei a minha cabeça, tinha certeza que ele não havia desmaiado, pois seu pau, estava num completo e total estado de ereção. Não era um grande pau e nem muito grosso, mas o que me impressionava era a sua beleza, pois o pau do meu filho estava completamente duro e com a cabeça do seu pau totalmente exposta.


Foi inevitável o meu sorriso, ao lembrar do meu marido, o pai de meu filho, que morrera há três anos, pois vendo o pau do meu filho em seu completo estado de ereção, me lembrava de como eu gostava de chupar o pau do meu marido agora falecido, e me lembro de como gostava quando meu marido, gostava que eu chupava o pau dele, e de como ele amava gozar na minha boca adentro. Mas infelizmente há três anos, uma doença fatal, o levou, e há três anos eu não sabia mais o que era, chupar um pau.


Mas por que eu estava lembrando de tudo isso neste momento em que estava ...


Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]