MEU PADRASTO TIROU MEU CABAÇO (GAY)

Loading

A história que eu vou contar aconteceu comigo no ano passado. Meu nome é Felipe, tenho 18 anos e moro em Curitiba. Desde pequeno eu me sentia atraído por homens, mas nunca tive coragem de me assumir, pois minha família é muito religiosa. Cresci ouvindo os absurdos que meu pai, um homem extremamente homofóbico, falava sobre gays. Na escola, as meninas sempre davam em cima de mim, mas eu inventava desculpas para não ficar com elas. Não sou afeminado, por isso consegui manter a homossexualidade em segredo por bastante tempo. Minhas únicas experiências sexuais até os 17 anos foram em chats de sexo. Eu adorava me exibir na webcam. Até que, quando eu completei 17 anos, minha mãe e meu pai se divorciaram. Eu e minha mãe saímos de casa e fomos morar de aluguel. Então, finalmente me livrei do meu pai homofóbico, mas eu ainda não estava seguro para me assumir. Pouco tempo depois, minha mãe começou a namorar com o Marcos. Ele era um consultor de vendas de uma empresa de telefonia. Um homem bem alto, forte (um pouco gordinho), moreno claro, peludo e com barba. Lembro até hoje do dia em que minha mãe levou o Marcos lá em casa pela primeira vez… Ele estava com uma calça de moleton cinza que marcava o volume, uma camisa polo bem agarrada no corpo e uma corrente dourada no pescoço. Fiquei impressionado. O Marcos sempre foi muito legal comigo. Sempre que tinha algum jogo do Atlético Paranaense ele ia lá em casa para assistir comigo e levava cerveja. Duas coisas que eu odeio: futebol e cerveja. Mas eu fingia que gostava só para agradar ele. Quase todos os dias eu me masturbava pensando nele… Imaginando ele me comendo… Eu chupando o pau dele… Ele sempre me perguntava sobre meus relacionamentos e eu fugia do assunto. Eu também ficava muito constrangido quando ele elogiava uma mulher na minha frente… Nunca sabia o que dizer. E esse tipo de assunto era bem recorrente, pois ele era um pouco safado. Acho que com o tempo ele foi percebendo que eu era gay… Até que um dia, minha mãe foi chamada para um curso em São Paulo, pela empresa que ela trabalhava. Seriam 3 dias sozinho em casa. Sexta, sábado e domingo. Eu estava muito animado, pensando em fazer muita sacanagem nos chats que eu frequentava. De repente, na sexta-feira à noite, o Marcos chegou lá em casa. Ele trouxe cerveja, vinho e uns

filmes. Estava com uma calça jeans e uma camisa polo com todos os botões abertos, mostrando parte do seu peitoral peludo. Disse em tom de brincadeira que veio me vigiar pra eu não aprontar nada. Eu fiquei morrendo de raiva, pois ele estava atrapalhando meu chat… Assistimos um filme de ação, bebemos um pouco e conversamos… Ele falou muito sobre mulheres. Eu, pra variar, me esquivei. Até que ele começou a falar de sexo.

– Falando sério, Fe, você é virgem? Não vou te zoar se for…

– Não. Não sou.

– Ah moleque bom!!! Já sapecou uma xoxotinha então?

– Já (constrangido).

– E como foi?

– Normal.

– Normal? (risos) Gozou dentro ou fora?

– Fora.

– É bom foder uma bucetinha né?

– Aham.

– Agora que eu tô com tua mãe eu sosseguei, mas antes eu comia uma por dia, quase.

– Hmm…

– Você tinha que sair mais, aproveitar mais a vida. Se ficar o dia todo em casa não vai pegar ninguém… As meninas não vão vir aqui no portão pedindo pra você comer elas… Tem que ser mais esperto!!!

– Aham.

– Olha aqui…

Neste momento, ele tirou um filme pornô de dentro da sacola.

– Peguei pra gente ver esse aqui… Tem umas mina muito gostosa nesse filme. Não vai falar pra tua mãe…

– Não. Pode deixar…

Nessa hora eu estava muito nervoso. Fiquei gelado. Ele colocou o filme. Um pornô hétero… Eu não sabia se olhava pra tela, pra ele ou se saía correndo dali… De repente, ele tirou o pau pra fora e começou a bater punheta. Uma pica grossa, de uns 19cm, cheia de veias.

– Bate aí também… Tá tímido?

– Não.

– Então tira o pau pra fora e bate aí comigo… Olha que bucetinha rosadinha… Se eu pego uma dessas…

Eu fiz o que ele mandou. Tirei o pau pra fora e comecei a me masturbar. Eu tava muito excitado, mas não pelo filme. Eu não conseguia tirar o olho da pica do Marcos. Ele se masturbava ...


Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]