MEU TIO ME COMEU… E GOSTEI !

Loading

Com a morte de meus pais, meu tio, irmão de minha mãe e único parente, viajou até a cidade onde morava para trazer-me para São Paulo e morar em sua companhia. Eu tinha poucos pertences e em uma semana viajamos de volta.

Tinha pouco mais de 18 anos e completara o curso médio. Tinha um rosto bonito, cabelos louros e compridos, olhos verdes e era franzino (1,65 m, 60 kg). Na viagem conversamos muito sobre diversos assuntos, inclusive sexo. Revelei que ainda era virgem e nunca me interessara por mulheres.

Instalei-me no quarto que me destinara após um banho e adormeci.

Meu tio me acordou para o café da manhã e saiu para o trabalho, pois era dono de uma academia de ginástica. Avisou que só retornaria à noite. Eu não conhecia ninguém na cidade e passei o tempo limpando e arrumando a casa. O apartamento era bem arrumado: eram 2 suítes, sala espaçosa (para 2 ambientes), cozinha e lavanderia, tudo bem equipado para um homem solteiro. Ao retornar, titio elogiou a limpeza e arrumação. Agradeci, ruborizando. A semana transcorreu sem maiores novidades e minha rotina era entediante. No domingo, meu tio me levou a passear no centro da cidade. Entramos por um cinema assistindo um filme de aventura. Tomamos um lanche e, ao voltar a pé, passamos em frente a outro cinema. Meu tio informou que era um cinema pornô e explicou o que era. Fiquei curioso e decidi explorar.

Na 3ª. feira, voltei ali, comprei a

entrada e me dirigi à sala de projeção. Era um filme envolvendo dois homens e senti uma sensação nova e esquisita. Era a descoberta da libido. Comentei com meu tio o passeio e a sensação.

Dias depois, presenteou-me com roupas e sapatos. Perguntou se queria assumir a lanchonete da academia, ajudando e ocupando o tempo. Aceitei e saímos juntos. Apresentou-me aos funcionários comentando que poderia usar os aparelhos. Minha orientadora seria Mariana, uma morena bonita e de corpo escultural. Com os exercícios executados, desenvolvi o corpo tornando-me mais definido e forte. Mariana exigia muitas repetições de exercícios para a bundinha e coxas, modelando-as. Combinava os exercícios com shakes variados e, em meses, percebi que meus mamilos se tornavam sensíveis ao toque. Comentei com ela e soube que, em todas as refeições e bebidas adicionava, em formas variadas, hormônios femininos seguindo instruções de meu tio.

Naquela noite, meu tio chegou com um uniforme que deveria usar dali por diante na academia: short branco justíssimo e curto, top rosa bem decotado, meias brancas e tênis ambos com detalhes rosa. Argumentei que eram femininos demais e replicou que me comportaria como mulher. Na hora de dormir chamou-me para sua cama. Ordenou que usasse uma camisola preta que me estendeu. Deitei a seu lado e acariciou os bicos dos seios. A mesma sensação que experimentara no cinema me dominou e suspirei.

“Está gostando ?” “Sim, não pare”. “Hoje, vai experimentar as sensações de uma fêmea. Vire de bruços e segure a guarda ...


Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]