Minha amiga virtual Gabriela era real

Loading

Minha amiga virtual Gabriela era real
Meu nome é Paulo, tenho 32 anos hoje, 90 kg, 1,72, pele branca, cabelos pretos, faz quase 7 anos que eu tenho uma amiga virtual , hoje ela tem 18 anos, 1,50 altura, 50 kg, pele branca, cabelos castanhos escuros, não tem pelos no corpo porque tem descendência de índio na família, tem seios médios, pernas torneadas, bundinha firme branquinha e redonda média, além de tudo isso tem um rosto lindo com ou sem maquiagem sempre anda bem vestida arruada com shorts e vestido de verão.

Quando a conheci na sala de bate papo ela se dizia uma garota que era vigiada por sua mãe o tempo todo que todos os amigos dela e familiares achavam que era uma santa e ingênua, mas na verdade ela vivia pensando em sexo o tempo todo, e sempre vinha em chatas assim para poder se soltar e falar a verdade sobre ela, eu achei que era uma mulher com o fetiche de ser uma garota novinha, ainda mais quando falou que gostava de se por em situações que sempre acabava se aproveitando dela sem saber que ela estava se dando de conta de tudo.

Gostei dos assuntos e acabamos ficando amigos virtuais, sempre me contava às histórias que ela dizia acontecer com ela e eu mesmo dei a ideia que ela publicasse, mas ela pediu que eu publicasse pra ela, ela sempre mandava fotos, mas foto que poderiam ser retiradas de paginas de facebook embora às vezes mandava fotos que nenhuma garota colocaria em murais de facebook. mas eu achava que era Fake e dei conversa pois se fosse uma mulher eu estaria no lucro gostava doas conversas o nível de taradesa dela era infinito por assim dizer.

Até hoje ela se apresenta como virgem na frente porque a mãe dela leva ela no médico todos meses e esfrega a virgindade da filia como troféu na casa da família e vizinhos, então nas palavras dela ela teve que achar outras formas de ter prazer, como sexo oral e anal, dizia ter lubrificação anal e que fazias loucuras no sexo como colocar toda a pika do cara na boca e ainda lamber as bolas por baixo, pra mim ela era o sonho de qualquer homem pois quando está namorando chegava a fazer 5 anal com seu namorado no período de 24 horas, mesmo que as vezes quando o namorado dela a via só a virava e enfiava a pika na bundinha dela e dava 5 ou 6 estocas e gozava dentro do cuzinho dela, só o fato dela ser tradada assim ela molhava o cuzinho antes mesmo de ser penetrada me deixava maluco.

6 anos se passaram e eu não sabia realmente se era ou não uma fake, apenas estava aproveitando o lado bem da conversa,comecei a dizer que queria conhecer ela, ela dizia que não que gostava assim,mas muito insisti que ela aceitou, mas teria que ser um jogo que ela vinha pensando desde o dia que eu disse que queria conhecer, e como ela gostava de joguinho , ela faria o seguinte
Teria uma gincana na cidade ela, seria sexta, sábado e final domingo, ela disse que era da parte de fiscalização, disse que eu teria que ir pra cidade dela e ser voluntário e que teria que dar um jeito de puxar conversa com ela, MAS que hipótese alguma eu agiria como se conhecesse ela, que se caso eu agisse como se já a conhecesse ela daria uma de desentendida que eu me bloquearia e eu nunca saberia se é ela ou não, que teria que puxar conversa e se ela gostasse ela iria deixar eu ganhar terreno, eu aceitei na hora, mesmo achando que era mentira dela, eu iria e se caso uma garota feia qualquer me abordasse eu me faria de desentendido e eu negaria que era eu, e se caso fosse algum parente ou amiga da garota que tivesse orquestrando tudo eu estaria apenas conversando ou tentando conversar com uma bela garota.
Fui até a cidade dela e realmente tinha a gincana era um bom sinal, fui até a organização e perguntei se queriam voluntários, os organizadores aceitaram de bom grado e me colocaram a camiseta de ajudante e fiquei ali, toda hora meu coração parava quando via uma garota parecida com ela, passou quase duas horas até que vi uma barraca de copos d’água, e ela estava tomando água, meu coração parou, ela era igual a da foto, realmente a garota da foto era real pelo menos, fui em direção a ela, fiquei perto e disse Gabriela…

Ela me falou: Te conheço?

Dei-me de conta da condição, e disse não conheço, ouvi a dona de a barraca dizer teu nome, quero uma água, ela disse que podia pegar ela por pessoal da corrida, perguntou onde eu estava, disse que não estava designado pra nada disse que era de outra cidade que tava de férias e vim pra relaxar e resolvi participar, ela disse que ótimo , fica comigo aqui então preciso sempre deixar essa barraca de água sempre cheia porque o pessoal da corrida vai passar aqui o dia todo são 4 baterias, e assim fiquei com ela, em momento algum ela representou ser a menina do Chat, mas me deliciei em poder ver de perto cada curva daquele corpo, que menina linda e deliciosa, uma baixinha filezinho, ficamos o

dia todo assim até as 20h tudo terminou devolvemos os copos d’água e fomos embora, na hora de ir ela foi para a parada de ônibus, eu perguntei onde ela ia ela disse pra casa eu ofereci carona, e fui levando ela como na maior naturalidade, perguntei onde era um bom lugar para jantar, ela me explicou sem sucesso, mas disse que ia sair de noite pra lanchar que poderíamos nos encontra no centro, eu me ofereci pra pegar ela na casa dela, ela aceitou , marcamos as 22h.

Fui para o Hotel , quando entrei no Skype ela já estava Online e me perguntou se eu tinha ficado de pika duro o dia todo, eu disse que sim que ela era linda, e por mais que eu tentava levar o assunto pra um lado onde ela pudesse confirmar se era ela , tipo o capo d’água com gás que peguei trocado, tipo algo que só eu e ela tivesse ali pra ver, ela dizia que estava apercebendo que eu estava querendo fazer que e que não precisava fazer isso, que era ela mesma e que eu estava indo bem, mas se na hora que estivesse com ela, se eu fizesse algo parecido ela sairia na hora,eu nunca iria arriscar, disse que ia me arrumar e perguntei como ela estaria vestida ela escreveu que provavelmente um Shorts, não tinha certeza se era ela mesmo ou não , deixei rolar.

As 22h fui buscar ela, a mãe dela estava na frente , na hora que cheguei ela estava de short, e disse pra mãe dela que eu era responsável pela equipe dela, quando ela entrou no carro, eu dei risada, por causa do shorts, ela olhou e perguntou se eu estava legal, se eu tinha bebido porque tava rindo sozinho, se eu tivesse bebido era iria de ônibus pro centro, eu disse que não que tava rindo por eu ser responsável por equipe, ela riu e disse tudo bem, falou que a mãe dela era neurótica e se ela fosse contar eu não acreditaria.

Saímos e acabamos comendo um lanche, perguntei o que ela achava de um cara mais velho, ela dizia que não achava nada que eu era um cara bonito e perguntou porque a pergunta, eu disse que nada , e ficou nisso, eu dava em cima dela com certa confiança e ela agia normalmente, final da noite ela me passou o Whatsapp e disse que ia ficar coma as amigas, fui pro hotel e bati a melhor punheta da minha vida, fiquei conversando em tempos espaçados com ela pelo Whatsapp, até que ela foi pra casa no hora que ela disse que tava em casa ela entrou no skype , ficamos com versando nas duas plataformas como se fossemos duas pessoas diferentes, isso tava me excitando, mas eu estava acreditando que era ela realmente. No Whatsapp ela conversou coisa normal e deu boa noite a terminamos a conversa, no skype, ela me chamou de gostoso que tava louca pra chupar minha pika e que eu fui muito devagar que no sábado teria que ser mais decidido.

No sábado estávamos no mesmo local as 07:00h ficamos toda a manhã pra cima e pra baixo , ela usada uma camiseta da Gincana e uma calça legue preta , eu podia ver as curvinhas do corpo dela, no almoço ela almoçou na organização , eu fiquei por ali conversando com outras pessoas, ela veio e me trouxe um convite pra um desfile que teria de noite para a princesa da gincana e de uma festa de encerramento no domingo, eu disse que só iria se ela fosse, ela disse que era lógico que eu e ela estávamos amarrados até o fim dessa gincana, durante a tarde , eu dei em cima dela e ela não recusou minhas investida, de tardezinha eu beijei ela, que boca quente que beijo , que vontade de sexo que ela me passava, fiquei louco e quase gosei nas minhas bermudas que eu estava usando, ela ainda disse que era pra eu ter calma, de noite eu nem entrei no skype tomei banho coloquei uma roupa e fui pegar ela em casa para irmos no desfile, quando fui pegar ela estava com um cabelo bem liso e um vestido azul até meio das coxas e os seios com um decote, eu perguntei se ela iria trabalhar na festa ela disse que não , antes de ir na festa fomos em um restaurante e comemos algo, como não íamos trabalhar na festa poderíamos ir mais tarde era 22h e estávamos dando uma volta , descemos na praia da cidade dela, e começamos a dar um amasso no carro, puxei ela pra cima de mim e ela disse pra ter calma e disse que eu não ia acreditar mas ela era virgem, eu cai na bobagem de dizer que já sabia, ela me olhou com a testa enferrusgada e perguntou como assim, eu remendei dizendo que um anjo lindo como ela só poderia ser virgem, ela disse que ia se manter assim que por mais que eu tentasse, não ia rolar de perder a virgindade, eu dei risada e disse que tudo bem era só deixar rolar, começamos o amasso , e ficamos, em um amasso gostoso, colocou minha ...


Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]