Minha inciaçao como corno bissexual

Loading

Olá! Já escrevi três contos aqui. Sou casado há alguns anos com uma mulher muito safada. Como mencionei nos outros contos, ela é bonita, baixinha, bunduda e pernuda, seios pequenos, uma puta na cama. Nos damos muito bem na cama, e hoje em dia fazemos putarias com uma certa regularidade, o que só apimenta a relação. Chamarei-a aqui de Sara. Aqui vou contar como me iniciei, com a sua aprovação, no bissexualismo. Não sou afeminado, sou bonito e faço sucesso com as mulheres, mas desde adolescente me excito muito pensado em picas… picas, porque não sentia vontade de beijar um homem, mas ia à loucura imaginando uma pica em meu cu. Desde o início do relacionamento minha mulher primeiro percebeu que eu tinha o dom para corno, e nos divertíamos quando ela me contava as suas experiências, e mais tarde com ela dando na minha frente. Depois ela percebeu que eu tinha o dom para viado, e começou a me comer muito com os dedos, e com consolos. Com o apetite por coisas novas sempre presente, imaginamos realizar o desejo de sermos fodidos juntos, com muito pinto e porra para dividirmos.


Ela tratou de conseguir três amigos liberais, Pedro, Tiago e Mauro. Pedro já a tinha comido, e os outros dois não escondiam o tesão por ela. Eles não tinham problemas em transar ativamente com homens, e sabiam que iriam me iniciar. Depois de tudo combinado, nos encontramos e fomos a um motel. Eu era o mais tímido, e logo já fui bebendo umas caipirinhas para descontrair. Sara organizava a putaria. Primeiro ligou a TV para eles se animarem. Os três deitaram na cama, lado a lado, e ficaram assistindo ao filme. Ela então me mandou ir até eles e tirar suas roupas. Um a um eu os deixei em pêlo, começando pelos tênis, depois a camiseta, e depois a calça e a cueca. Bebia minha caipirinha feito um louco, porque estava travado de timidez. Mesmo tímido os três pelados na cama era como um sonho para mim. Sara está sentada em uma poltrona, acariciando a buceta. Me manda tirar a roupa, e me manda dizer para que eu quero três homens. Nu em pelo na frente daqueles garotos, fico meio sem jeito, mas começo a ficar excitado  Quero chupar muita pica, quero sentar nessas picas lindas e ficar com o cu arrombado, e quero tomar porra de todos, vou chupa-los até eles gozarem na minha boca, e quero vê-los foder a mulher que eu amo, foder a boquinha dela, a bucetinha, e o cu, quero voltar para casa hoje com o cu arrombado, e com a buceta da minha mulher cheirando a pinto, porque eu sou um corno que adora porra. Sara, me olhando com uma cara linda de tezão, me manda deitar entre as pernas de Mauro, que estava entre Pedro e Tiago, com a cabeça apoiada em sua virilha. Fiz o que ela mandou, olhando fixamente para a pica de Mauro, linda apesar de ainda mole. Ela então começou a tirar a própria roupa, primeiro a blusa, deixando à mostra os peitinhos tipo pêra, depois a bota, e depois a saia e a calcinha, deixando à mostra a bucetinha raspada na altura dos grandes lábios, com um tufo de pêlos acima do clitóris. Os três acariciavam as próprias picas, já meio duras. Mauro, malandramente, acariciava a sua pica empurrando-a contra meu rosto. Eu acariciava suas coxas fortes, sem tirar os olhos da minha esposa. Ela cheia de tezão vem para a cama, se ajoelha ao lado de Pedro, dá o peitinho para ele chupar, e pergunta  Estava com saudades deles, meu amor? Você nem sabe como, ele responde. Ela o deixa, se ajoelha em frente a mim, se deita sobre o meu corpo, e começa uma chupada deliciosa em Mauro, me olhando fundo nos olhos. Ela então tira o cacete da boca

e me força a saboreá-lo, primeiro só encostando-o nos meus lábios, e depois, saindo de cima de mim, e me permitindo virar de bruços e engoli-lo até a garganta. Ela então se deita entre as pernas de Tiago, e começa a chupa-lo carinhosamente. Ela diz  meu amor, olhe com atenção para ver como você deve fazer para deixar uma pica bem feliz, e pronta para te comer. Com os olhos abertos, sigo cada movimento da minha esposa. Primeiro mamamos as cabeças, sorrindo um para o outro, depois engolimos o quanto podemos das picas. Em seguida ela começa uma gostosa punheta na pica, enquanto mama as bolas com muito carinho. Eu a sigo. Olho para Pedro e ele está assistindo a tudo, acariciando uma pica longa e com uma cabeça volumosa. Já sem timidez nenhuma eu digo  Nossa, Sara, que pica linda ele tem, bem que você me disse! Sara responde  Não sou uma mulher de sorte? Você viaja e me aparece uma pica dessas para me foder!? Chupando Mauro, estendo minha mão e sinto as bolas quentes no saco de Pedro, acariciando-as. Substituo então sua mão pela minha, e sinto o tamanho da vara que comeu a buceta da minha esposa algum tempo antes. Digo  Pedro, vá lá e chupa bem gostoso o cu dela, que eu sei que você não chupou da outra vez… ela também lamentou muito não ter te chupado na ocasião. Ele ri e se levanta, deita entre suas pernas, abre bem sua bunda, e começa a beijar e a lamber seu cu. Olho para Sara, e pergunto  Meu amor, acho que eu quero uma pica no rabo. Ela meio em transe, me diz  Senta nesta pica aqui que ela está pronta para foder seu cu. Me levanto, fico de joelhos sobre o abdômen de Tiago de frente para ele, e Sara começa, sem tirar sua pica da boca, a enfiar um dedo bem molhado no meu cu. Tiago me incentiva  Senta na minha pica, sua bicha cornuda, mostra para sua mulher o viado que você é, enquanto Pedro sente o gosto do cu dela, porque o gosto da buceta ele já sabe qual é! Sento com cuidado na pica de Tiago, e para me excitar e facilitar a penetração ainda faço comentários  Depois quero levar no cu a vara do Pedro, porque a Sara falou que ele fode muito gostoso, e nada mais justo do que depois de me botar uns chifres bem grandes ele me foder também. A este ponto a pica de Tiago, guiada pelas mãos de Sara, já está com a cabeça dentro do meu cu. Ela se levanta, beija a boca de Pedro, senta sobre o rosto de Tiago de frente para mim, ajeitando a buceta sobre sua boca, e me beija longamente. Mauro e Pedro se levantam, e postando-se um de cada lado de nós, nos dão suas picas para serem chupadas. Nos revezamos nas duas picas, segurando e acariciando a pica que o outro está chupando. Rebolo na pica de Tiago e começo a beijar minha esposa com as duas picas entre nossos lábios e línguas. Sara se levanta, e começa a beijar Pedro. Ouço-a dizer a Pedro  O corno está louco para saborear sua porra, ele adorou o chifre que você botou nele. Falei muito bem de tua pica para ele. Por que você não esporra na boca dele agora, como você fez na minha buceta aquela noite? Caprichando no boquete, vejo Pedro ficar cada vez mais excitado enquanto Mauro se delicia chupando e bolinado os peitos de Sara. Pedro vai ficando com a respiração mais alterada, se sinto os primeiros jatos de porra na minha boca. Nossa, que sensação maravilhosa, os jatos batendo contra o céu da boca, e descendo pela minha garganta. Sara, percebendo o gozo de Pedro, ironiza  Que gozada gostosa, eu ...


Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]