Minha namorada virgem se tornou uma puta fogosa

Loading

Minha namorada virgem se tornou uma puta fogosa


O conto que irei relatar agora aconteceu com um amigo meu. Irei tomar seu lugar para contá-lo melhor.

Me chamo José, tenho 28 anos, trabalho no ramo de representação comercial, por isso viajo muito. Tenho uma linda namorada, que até o presente momento achava que era pura e inocente como uma flor.

O nome dela é Elisa, tem apenas 18 aninhos, cabelos castanhos escuros, olhos cor de mel, uma pele branquinha, seios médios e perfeitos como duas bolas, uma bunda firme e empinada, em fim, um corpo perfeito.

Quando começamos a namorar a 3 anos atrás ela tinha apenas 15 anos de idade e ainda era virgem, como era até hoje. Quando nos encontrávamos era um fogo, tínhamos que nos controlar para que não chegássemos as vias de fato, na maioria das vezes era eu quem freava a situação, pois ela sempre foi muito fogosa, acredito se não fosse por meus cuidados, já tínhamos transado antes de um ano de namoro. Mas sabia que casar virgem era um sonho seu, por isso me agüentava ao máximo e ajudava ela a se agüentar também.

Toda essa rotina de namorinho no portão, durou até pouco tempo, pois numa das minhas viagens de trabalho aconteceu algo que só deveria acontecer comigo: o vulcão Elisa entrou em erupção!

Eu não sabia, mas Elisa vivia assistindo filmes pornô, e com isso seus desejos ficavam cada vez mais ardentes.

Num desses dias, após assistir a um desses filmes, Elisa não se

conteve e decidiu que iria perder sua virgindade naquele dia e pensou:

– Se o idiota do Luis não quer apagar meu fogo, irei procurar quem apague. Não estou mais aquentando! Já tenho 18 anos e ainda estou virgem. Claro que meu sonho é casar virgem, sei que ele sempre respeitou isso, mas não agüento mais.

Terei que trai-lo, mas farei isso só dessa vez, pois o amo, e com certeza ele nem perceberá que não sou mais virgem quando casar-mos.

Pobre Elisa, nem podia imaginar que algumas horas mais tarde iniciaria sua vida de puta para sempre.

Elisa vestiu uma roupa bem ousada, que jamais tinha vestido, pois Luis não deixava. Vestiu uma calcinha minúscula enfiada no rabo, uma mini saia que de tão curta dava pra ver as bochechas da bunda quando andava e uma mini blusa com um decote bem devasso. Após ter se vestido com a intenção de arranjar um ficante de forma rápida, saiu para uma festa que aconteceria ali perto.

Durante a festa, todos os homens a olhavam como lobos famintos.

Mais tarde, umas 02:00 da madrugada, Elisa decide ir para casa, quando no meio do caminho, numa rua escura, três caras a cercam e dizem:

– E aí puta gostosa, tamo sem grana, vai ter que liberar esse corpinho fiado aí pra gente!

– Não, vcs estão enganados, não sou prostituta!

– Então ta querendo levar pica, vestida desse jeito só pode ser isso. Mas não se preocupe, hoje é seu dia de sorte.

Após isso, os três a ...


Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]