O careca bom de bola na praia

Loading

(escrito por Kaplan)
Outro episódio interessante aconteceu quando Meg e uma das irmãs dela, Teresa, tão gostosa quanto ela e com seios mais fartos, foram passar uns dias na praia. A irmã era solteira e eu não podia ir por conta de trabalho. Não era época de temporada, se a memória não me falha isso aconteceu num mês de junho.

Elas se hospedaram numa pousada em que a gente sempre ficava.

E dois dias depois que elas chegaram, dois amigos se hospedaram lá também.

Ambos se viram no café da manhã e logo se enturmaram. Um deles, Marcelo, tinha a cabeça raspada e foi ele que interessou mais à Meg.

Desceram para a praia juntos naquela manhã e os dois babaram quando as duas tiraram as saídas de praia e ficaram só de biquíni, cada um menor do que o outro.

Tinham levado uma bola, esperando formar dois times para jogarem, mas não havia quase ninguém na praia, então eles ficaram chutando a bola um para o outro. E as duas,

de óculos escuros, percebiam que eles não tiravam os olhos delas.

– Meg, eles estão errando os chutes de propósito, só para a bola chegar perto de nós.

– O careca é meu, viu?

Teresa riu e comentou que ficaria com o cabeludo, então.

Dali a pouco a bola chegou perto de Meg. E lá veio o careca pegá-la. Teresa levantou e foi em direção ao mar e o outro a seguiu.

O careca chegou bem perto da Meg e começou a jogar aquele papo furado de “tá vazia a praia, né?”

– Eu gosto… você não gosta?

– Para ser franco, prefiro quando tem mais gente, dá para jogar uma bolinha legal.

– Se incomoda de passar protetor nas minhas costas? Minha irmã está lá na água e se bem a conheço, adora nadar, vai demorar a chegar aqui.

– Não é incômodo algum.

Ele pegou o protetor e começou a passar. Começou pelos ...


Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]