OS GEMIDOS PARECIAM UMA SÚPLICA

Loading
OS   GEMIDOS   PARECIAM   UMA   SÚPLICA

OS GEMIDOS PARECIAM UMA SÚPLICA

---Boa tarde!
---Boa!
---O que você andou fazendo durante estes sete dias passados?
---Só descansando.
---Hum. Ficou só em casa?
---Sim, mais eu gosto muito de dançar!
---Então não ficou só em casa? O que fez a respeito?
---Está bem! Sai pra dançar na sexta-feira!
---Hum. Onde foi?
---Numa boate perto de casa!
---Gosta de uma farra...
---Quero dançar com você! Gostas?
---Não sei dançar. E aí beijou muito?
---Muito! Amo beijar!
---Beijou quantas enquanto dançava?
---Só uma.
---Só!?
---Só! Mais depois ela veio pra minha casa.
---Então a coisa ficou boa.
---Eu só quero uma namora firme e você me parece ser gente boa! Topas!?
---Lindinho! Continue! O que aconteceu depois que chegaram a sua casa? E não se acanhe!
---Quer mesmo saber? Quer?
---Diga tudinho! Vamos!
---Ela estava com um vestido comprido, sem calcinha e com muito tesão.
---E...
---Ela deitou de barriga pra baixo, empinando o bumbum para o céu.
---Onde ela deitou?
---Na mesa da cozinha! Então passei a língua no seu reguinho e quanto mais eu passava, mais ela empinava. Isso aumentava mais o meu tesão! Contando isso o meu pau já está duro aqui!
---Ela estava sem calcinha! E você?
---Sou o tipo de homem que não consegue ficar sem cueca!
---Entendo.
---Com toda aquela excitação, baixei minha calça e tirei-o para fora. Teve um momento que ela pegou o meu pau e começou a esfregar a cabeça dele em seu reguinho.
---Ela fez isso deitada de costas?
---Sim, de costas.
---Contorcionista heim!!!
---Não, ela apenas levou o braço nas costas e com a mão pegou-o com força.
---Sem calcinha, bunda empinada... hum... Antes da boate você nunca a tinha visto?
---Ela já era minha conhecida, mais nunca tínhamos...
---Conhecida? Há quanto tempo eram conhecidos?
---Há uns dois anos e nessa época ela era casada. Mais agora está separada.
---A conheceu a onde?
---Conheci no restaurante, era minha cliente.
---Quantos anos ela tem?
---Quarenta e cinco! Ela estava a uns quatro meses separada.
---Hum... mais voltando para a mesa...
---Como disse, ela estava de barriga para a mesa... com aquele bumbum grande... com ele todinho virado pra mim... Ah, eu amo!
---Então ela tem o quadril largo?
---Tem! E no meio daquele ardor, ela pediu que eu inaugurasse o seu bumbum, porque sempre teve muita vontade e o marido não gostava.
---E o que você fez?
---Ela que fez por mim, pegando o meu pau e passando-o no seu cuzinho.
---E depois?
---Bom, depois à

única coisa que pude fazer, era satisfazer a sua vontade. Pois sempre obedeço aos desejos femininos. Então, coloquei a cabeça e depois o corpo inteiro. Ia colocando e ela mexendo o bumbum.
---Como ela mexia?
---De lado, pra frente, pra traz, pra baixo e enquanto metia, mais molhada ela ficava.
---O cu ficou molhado?
---Sim, o cuzinho dela todo molhadinho, nunca tinha visto isso!!! Só sei que o meu pau começou a babar, entrando gostoso.
---A primeira enfiada você colocou de vagar?
---Coloquei lentamente milímetro por milímetro. No início! Aí quando aquele cuzinho ficou molhadinho, eu dava era umas estocadas forte! Muito gostoso!!!
---O que você fazia enquanto enfiava o pau no rabo dela?
---Eu segurava nos seus cabelos.
---Segurava e puxava?
---Eu puxava os cabelos dela, para que empinasse mais o bumbum. Para poder enterrar mais e mais o meu pau no cuzinho dela.
---Você estocava com força, com muita força!?!
---Enterrava vorazmente pra ela gemer!
---Enquanto ela era ferrada, você tocava na boceta?
---Sim e quanto mais fodia o cuzinho dela, mais ela rebolava.
---Ela sentiu dor?
---Engraçado, ela disse que se não doesse não teria graça e que só gosta quando começa a doer. Por isso tive que ferrá-la com violência.
---O que você achou disso?
---Ah... eu só fiquei olhando aquele bumbum grande atééé... ejacular.
---Você ejaculou a onde?
---Na hora, tirei do cuzinho e ejaculei no bumbum!
---Depois de meter na bunda e ejacular o que aconteceu?
---Ela virou de barriga pra cima e me mostrou a bocetona, gordinha com o grelinho rosadinho!
---Tudo isso na mesa da cozinha?
---Foi! O tempo todo ela ficou deitada na mesa e eu em pé.
---Você nunca tinha tido tesão por ela quando era sua cliente?
---Sabe que não! Não costumo olhar muito as clientes!
---Sei!!! E o que vocês fizeram em seguida?
---Comecei a tocar na bocetona que já estava encharcada! Aí meu pau ficou duro novamente!
---E você ainda tinha pique, pra meter outra vez seguida?
---Uma coisa eu e ela temos em comum! Quanto mais metemos, mais queremos meter!
---E como você a fodeu dessa vez?
---Ela entrelaçou as pernas no meu corpo, prendendo-me a sua bocetona, Então agora era só enterrar.
---O que mais?
---Meti na bocetona dela várias vezes, que pingava no compasso de cada estocada. E em certos momentos, ela segurava e apertava o meu pau com a boceta. Parecia massageá-lo, mamá-lo! Coisa de louco!!! Foi assim até enchê-la de porra. ...


Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]