Putaria é só alegria!

Loading

E aí pessoal, como andam as coisas? Já faz um tempo que eu não escrevo um conto erótico, então resolvi mandar um, só pra desenferrujar!


Me chamo Carlos, tenho 19 anos, 1,85, sou moreno e malhado (e modesto), olhos e cabelos negros, e com viris 23cm (que aliás são a única coisa que me impedem de parecer com o típico “zé” da sociedade brasileira).


Bom, agora que eu já deixei as mulheres com água na boca (e sabe Deus aonde mais) e deixei os homens com uma certa inveja, vou narrar uma história muito interessante, que aconteceu comigo na semana passada.

Como ninguém sabe, eu namoro uma garota muito fogosa de minha cidade (Califórnia, PR). Seu nome é Marianne, ela tem 16 anos, é ruiva (Ruiva de verdade!), seios médios com biquinhos róseos, uma pele bem alva, característica dos descendentes nórdicos dela, olhos azuis escuros, e uma bunda que só serve pra causar acidentes de trânsito e colocar minhoca da imaginação de alguns marmanjos invejosos de minha cidade (Quem (f)pode, (f)pode né…).

Como eu disse anteriormente, esta minha namorada possui um fogo que excede a vã compreensão humana…Ah! Você, meu querido leitor ou leitora, está duvidando disso? Pois então esqueça a vontade de tomar água, feche suas janelas com fotos inadequadas para menores e deixe o banheiro para depois, pois o que vocês vão ouvir é algo que vai choca-los, excita-los, e, se possível, diverti-los!

Numa das minhas saídas com a minha namorada, resolvemos que iríamos ao cinema, claro que não era para ver o filme, era pelo simples prazer de ter aquela deus de fogo me alisando a pica no escuro de cinema, e eu colocando minhas mãos em seus peitos, e meus dedos naquela racha maravilhosa, tudo isso na sessão das 10:30 de quinta feira, sem nenhum dos pirralhos do colégio pra ficar olhando e rindo…Nada contra virgens, mas, piazada, vocês são realmente inconvenientes quando ficam rindo de um casal que tá num amassod esesperado no cinema!

Então lá estávamos nós dentro do cinema, quando derepente ela se levanta rapidamente e fala no meu ouvido – Me segue se você tiver coragem! – e tendo dito isso, desce em direção aos toaletes…Meus amigos, eu digo, nesta hora eu fiquei pasmo, chocado, afetado, embasbacado…Será que aquele avião, aquele pedaço morno do inferno queria mesmo transar comigo no banheiro, ou será que ela queria…Era sexo mesmo, não

tinha outra possibilidade.Então eu abri minha Bat-pochette (sim, eu uso, e acho bonito!) e tirei uma camisinha (eu achei que ia ser só uma rapidinha, eu juro!!!

Chegando lá, ela está na porta do benheiro…Eu olho para ela, e ela faz um sinal que é para eu esperar, nisso sai uma mulher no banheiro, ela espera a mulher voltar para o cinema, e então me agarra pela mão e me puxa para dentro de um privativo (aquele lugar que tem privada) dentro do banheiro, trancando a porta, e tirando de dentro da bolsinha, não uma, nem duas, tão pouco três, seriam quatro, talvez cinco? Não, meus amigos, seis camisinhas, as quasi eu tinha que gastar em três horas…Nem preciso falar que eu não estava preparado fisicamente para aquilo pois eu não tinha comido minha barrinha de nutry, não tinha terminado meu Gatorade, e tinha me acabado na punheta lendo contos eróticos em casa (que coisa mais baixa, hehehe).

Ela me olhou fundo nos olhos e me disse a frase que eu nunca vou esquecer – Me come senão eu te largo! – Foi nessa hora que, sem pensar duas vezes, eu tirei minha camisa e a blusinha dela, e passei a beijar aqueles seios voluptuosos, tornando ela minha sílfide, e eu como sempre, o perverso Baco…Sabe, aquele deus grego, filho de Dionísio, que só curtia putaria, vinho e…putaria!Gente boa o cara…

Voltando ao conto, ela abre as pernas e revela que viera de saia curta, sem calcinha…Puxa vida, bateu uma sede na hora, eu tive que beber daquela flor perfumada, que sensação maravilhosa! Ela rebolando aquela racha na minha cara, me lambuzando daquele liquido maravilhoso, e eu delirando, lambendo aquela bucetinha com poucos pelinhos ruivinhos e ralos, uma bucetinha tão rosadinha, fazendo constraste com sua pele branquinha como leite.Ela então me levanta e põe a camisinha em mim com sua boca (isso que é garota prendada!). E logo após isso fica em pé, de costas pra mim e fala – Meu cuzinho vai ser o ultimo que você vai comer, mas eu quero que você foda minha racha por trás..por favor – Na hora eu me atraquei nela, sentindo suas costas pálidas contra meu abdômen bronzeado e definido, seus cabelos perfumados e ruivo-incandescentes, roçando em meu rosto, meus lábios em seus ombros nus e frágeis, minha língua passeando por seus pescoço, minhas mãos, uma em sua ...


Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]