Sem calcinha na aula, depois um presente…

Loading

Meu nome é Rita, tenho hoje 30 anos um corpinho que sempre chama a atenção dos rapazes em qualquer lugar; sou casada já faz 10 anos e sempre tivemos uma vida sexual muito ativa e cheia de fantasias realizadas. Meu marido é daqueles que faz questão de me dominar na cama e me faz sentir sempre que é ele o macho que curra forte e sem dó. Ele tem um pau não muito grande, mas grosso, bem grosso e gostoso e isso pra quem não sabe é o mais importante.

Eu estava na faculdade ainda, de férias do trabalho e na época estudava pela manhã. Nesse dia acordei com ele me puxando pelos cabelos dizendo: “Vai se arrumar pra aula putinha, que hoje vc vai ter uma surpresa; mas vc vai com esse vestido [era um vestido não muito curto, mas bem decotado nas costas, pra usar sem sutiã] e com essa sandália!!!” Falava grosso, firme. Eu deveria apenas obedecer. Ao terminar o banho ele viu que peguei uma calcinha, imediatamente arrancou a calcinha das minhas mãos e disse: “Sua puta! O que vc vai usar hoje é isso aqui!” Empurrou meu tronco pra baixo, me deixando com a bunda pra cima e enfiou na minha bucetinha uma espécie de consolo pequeno, um plug, que ficava completamente enterrado na minha xaninha. Me puxou pelos cabelos pra ficar de pé e disse: “Vc vai ficar com ele até o fim da aula, não tire! A qualquer momento eu vou lá te buscar pra que eu mesmo tire esse plug dessa xaninha safada.”

Eu fiquei tonta, nunca pensei que ele fosse fazer aquilo, não naquele momento. Peguei o material e saí. Andava estranha, tinha medo de deixar cair o plug e como estava excitada com a expectativa do que ele faria na saída estava difícil segurar o plug na minha xaninha.

Quando cheguei fui direto no banheiro pra dar uma ajeitada e enfiar mais lá pra dentro, fui pra sala e fiquei sentada o tempo todo. Ninguém percebeu nada de errado, fiquei aliviada por isso.

A aula começou às 8h por volta das 10h50 o celular toca, quase dou um pulo, era ele! Disse que estava no estacionamento e que eu descesse imediatamente, aula ainda não tinha acabado fiquei me preparando para levantar, sem deixar o plugo cair, consegui!

Caminhei até a saida, fui no banheiro ajeitar novamente

e só de empurrar mais pra dentro gozei. Estava muito, muito, muito excitada!

Quando cheguei no estacionamento e olhei dentor do carro ele estava com o pau pra fora da calça, duríssimo. Abriu a porta do motorista e eu me aproximei, imediatamente ele enfiou a mão por baixo do meu vestido pra conferir se o plug estava lá e enfiou o dedo na minha grutinha empurrando mais pra dentro o plug que de tanta excitação já nao ficava mais lá dentro enquanto eu estivesse de pé.

Com um gesto me mandou sentar no banco do carona e chupar seu pau, colocou uma camisinha daquelas finissimas e comecei a lamber aquela cabeçorra, lambi o pau, e passei a chupar, enfiar tudo na minha boca até engasgar pois ele adora quando aperto o pau dele com a minha garganta e assim fiz até ele gozar. Ele ate então não tinha dito nada disse: “Sabe o porque da camisinha puta?” E eu só acenei que não com a cabeça. “É porque vc hoje vai tomar ainda muita porra nessa bucetinha e esse cuzinho vai ser bem arrombadinho hoje, pode esperar. Nâo quero porra na tua boquinha hoje não.”

Ligou o carro e saímos. Ele entrou no primeiro motel que avistou. Lá tinha daquelas garagens privativas, que vc fecha ao entrar.

Como eu estava ali como uma putinha a serviço dele aguardei suas ordens dentro do carro. Ele entrou novamente e me mandou sair e me debruçar na janela dele que ele ia chupar meus peitinhos ali sem sair do carro.

Me debrucei, ele desamarrou e abaixou o vestido, fiquei com os peitinho ali na cara dele. Meus cabelos, que são enormes, caiam sobre os peitinhos e sobre o rosto do meu maridinho tarado que ficou ali brincando com meus biquinhos. Mordendo, puxando, lambendo e finalmente colocando um prendedor em cada um. A essa altura o plug já estaa caído no chão da garagem, não deu pra segurar lá dentro com a bucetinha totalmente enxarcarda.

Em seguida ele amarrou meus braços ao voltante, deixando minha bucetinha e o cuzinho pra cima, totalmente indefesa.

Ele saiu do carro e veio pegar o plug qu tinha caido e examinar meus buraquinhos detalhadamente. Ficou ali colocando os dedos, enfiava um na bucetinha e lambia o dedo. Eu estava louca pra ser fodida, que ele metesse aquele pau grosso que eu tanto gosto na minha ...


Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]