SEXO, MENTIRAS E TRAIÇÕES.

Loading

Nesta semana, já na segunda feira eu corri o máximo que me foi possível, com certeza levei ao menos uma multa por excesso de velocidade, mas não teve jeito. Quando cheguei em casa meu marido já tinha chegado há mais de meia hora:
-Onde você estava amor? Porque não atendeu o celular?
Meu marido é o Jorge, tem apenas trinta e dois anos e trabalha administrando os negócios da família, principalmente a imobiliária do meu sogro. O Jorge é um cara bonito, tem um corpo atraente, bem cuidado e cultivado com a prática de natação ao menos três vezes por semana. Eu sou a Rúbia, me casei muito jovem com o Jorge e estamos casados a menos de um ano. Tenho vinte e dois anos, sou loira de olhos azuis do tipo mignon, mas mesmo assim meu corpo chama a atenção dos homens que invariavelmente me julgam uma ninfeta, os tarados estão sempre a sonhar com garotinhas virgens prontas para serem abatidas sem dó…
Na segunda passada eu dei bandeira, acabei me atrasando e mesmo meu marido não desconfiando de nada eu sempre procuro evitar isso. Naquele dia eu estava fodendo gostoso com um cara fodão da academia que frequento. Ele me comeu a tarde inteira e por isso acabei perdendo a hora. Quando fui questionada pelo Jorge ao chegar atrasada em casa respondi como de costume:
-Eu estava na academia Jorge! Houve uma confusão de horários e todas aulas atrasaram uma hora…Deixei meu celular no armário por isso não respondi nenhuma ligação. Que chato!
Primeira mentira… Sou uma esposa infiel, então a mentira faz parte da minha natureza. Isso gera um desgaste enorme, porque muitas vezes nem sei quais mentiras falei para o meu marido e caio em contradição. Quando isso acontece a inocência dele floresce e pode ser mais ou menos assim:
-Nossa Rúbia, você é tão distraída e esquecida, então você já esqueceu que ontem foi visitar sua prima? Nem foi dia de academia…
A coisa toda vai aos trancos e barrancos e a minha vida de casada infiel só é possível devido ao pacóvio do meu marido, inocente sem desconfiar de nada e me amando demais ele sem saber permite minhas tardes de sexo selvagem com caras que muitas vezes acabei de conhecer. Não tento justificar, mas meu casamento com o Jorge foi uma coisa arranjada., da minha parte o amor é leve…quase não existe. Meu pai e meu sogro acharam por bem unir nossas famílias pensando na verdade em unir as duas maiores imobiliárias do Estado. Eu acho o Jorge um cara legal, agradável e bom para companhia, mas para o sexo ele não me serve. Eu gosto de pegada…Vocês percebem, sabem o que eu quero dizer, tenho certeza… Eu traio o meu marido desde que éramos namorados, até com amigos dele e mesmo amigos comuns entre eu e ele… Já dei até para um primo dele!
Mas na segunda quando cheguei em casa e dei a desculpa da “confusão de horários” na academia tive que ser habilidosa porque meu marido é ruim de cama mas gosta de me comer, é claro. Então logo veio para cima de mim e eu não tinha nem tomado banho no motel por causa da pressa. Eu só queria correr para o banheiro para um bom banho e eliminar as “provas do crime”. Eu tinha porra ressecada no rosto, seios e cabelos. Minha calcinha estava dura e toda engomada e minha pepeka é claro toda inchada e doída. Escapei dele do jeito que deu e fugi para o banheiro. Ao tirar minha roupa percebi que o Jorge não poderia mesmo ver minha boceta assim. Estava realmente inchada, toda vermelha e aberta. O machão super dotado que me comeu foi insaciável. Meteu até eu desfalecer e sei que ficou me comendo mesmo quando eu não sentia mais nada. Ali estava o resultado…Um longo e demorado banho tépido aliviou, mas não escondeu tudo que precisava ficar oculto., longe das vistas do meu marido.
Quando saí do banho já engatei uma providencial dor de cabeça, segunda mentira! As vezes sinto pena do Jorge, mas sei que isso não vai mudar meu comportamento.
No dia seguinte achei

melhor me preservar, fui realmente visitar minha prima, uma companheira de safadezas também casada e que muitas vezes me serve de álibi e vice versa…Ela ainda tentou chamar uns amigos folgados que com a vida ganha podem se dar ao luxo de comer as casadinhas incautas disponíveis em plena tardes e no meio da semana. Mas eu resisti bravamente, ainda estava sentindo os efeitos de ter sido possuída no dia anterior por um cara muito bem dotado, um cavalo para ser mais exata…Minha prima ficou mortinha de inveja quando contei tudo em detalhes para ela…
Voltei cedo para casa e eu sabia que naquele dia não poderia negar sexo para o meu marido. O segredo é não abusar, dar pouco mas não deixar faltar. Não dar demais ou ele acostuma…Então a noitinha quando ele chegou jantamos uma refeição frugal, tomamos banho e fomos para a cama. Ele não se deu ao trabalho nem de tirar o pijama. Só abaixou a calça e a cueca juntos e veio por cima de mim. Eu abri as pernas esperei ele enfiar aquilo em mim e então comecei a gemer e a gritar sem parar. Sou boa nisso e então mais mentiras na minha conta…Três minutos e ele desaba em cima de mim, quando o pau dele escorrega todo melado para fora da minha boceta insatisfeita ele praticamente já está dormindo então eu só espero ele começar a roncar e vou ao banheiro me limpar e tocar uma siririca gostosa pensando em um dos meus amantes, triste mas foi assim mesmo…
Tenho alguns amantes fixos outros de ocasião. Geralmente homens que a minha prima conhece. Não tenho preconceito e já fui para o motel com todos tipos de caras. Gosto de sair com casados,maduros e posso apreciar um franguinho novo desde que tenha segurança e saiba o que está fazendo. No quarto e na cama gosto de ser dominada, possuída e que fique bem claro quem é o macho, quem usa as calças. Odeio homens cheios de frescuras e feministas, sim, porque mulheres feministas na verdade são umas chatas mal comidas e homens feministas não são homens de verdade. Querem tanto nos agradar que perdem muito da masculinidade.
Mas lógico que tenho um amante de predileção. O Shamir. O cara é foda, inclusive muito amigo do Jorge, fazem grandes negócios juntos. O Shamir é um grande FDP, mas é um FDP que eu adoro porque com ele realmente eu tenho prazer. Ele mesmo sendo um cavalheiro muito educado e saber ser muito respeitoso com as mulheres quando está em sociedade, quando na cama vira um animal. Gosta de dominar, fazer com que as mulheres se sintam fêmeas e deixa claro que para ele somos todas umas vadias. Ele já me bateu várias vezes, em jogos sexuais, mas bate firme…Já me humilhou e mesmo assim eu nunca pensei em romper com ele. Só fico realmente preocupada quando ele diz que mais cedo ou mais tarde vai acabar me comendo na frente do Jorge, o meu inocente maridinho… Isso realmente me arrepia, pode por tudo a perder mas eu gosto da adrenalina que o medo me provoca. Se algum dia acontecer não sei como vai ser..Sei que isso é perigoso mas já estou viciada e mesmo sabendo que o melhor era me afastar dele não me sinto com forças para fazer isso…
O Shamir me comeu ontem. Foi maravilhoso como sempre é quando saio com ele. Simplesmente me telefonou no meio do almoço e justamente eu estava almoçando no shopping com o meu marido. Tínhamos, eu e o meu Jorge, combinado nos encontrar ali, fazemos isso de vez em quando para nos aproximarmos mais, como o meu maridinho gosta de falar… O Jorge gosta e eu dou isso para ele, na falta de outra coisa melhor ou devido a minha consciência ( nem sei se tenho isso) meio pesada…
O cachorro do Shamir me liga e pergunta:
-Está com o corninho…Não está?
Eu respondo tentando parecer tranquila:
-Sim Marisa ( minha prima), estou almoçando com meu fofo…
O Shamir continua:
-Eu passei quase a manhã toda com o teu marido, ele me falou que vocês iam almoçar ...


Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]