SEXO NA AFRICA

Loading

Estou reescrevendo para resumir os dois contos em um e enquadrar na categoria certa:interraciais, e a seguir continuarei o relato que é enorme.

Sou Helga,38 anos,branca,cabelos castanhos bem claros,corpo normal,destacando-se os quadri e os seios um pouco acima da media,sou casada com Robson à 16 anos. Meu marido sempre foi bem financeiramente,tendo herdado de seu pai uma empresa construtora.Conheço meu marido desde pequena pois minha mãe era funcionária na casa de seus pais.Ele se apaixonou por mim e eu por ele e embora nossa diferença social fosse grande sempre fui bem aceita em sua família.Consultando um medico de inteira confiança de sua família fiquei sabendo que era estáril e não poderia gerar filhos,mesmo assim sempre mantivemos nosso casamento bem estavel.

O que passo a relatar agora começou à 7 anos,quando a empresa de Robson pegou um serviço em um país da Africa onde permaneceriamos por 4 anos.Mudamos pra lá em uma casa num bairro residencial que a empresa alugou e na semana seguinte Robson já trabalhava, e eu na maioria das vezes ia na empresa com ele.Tinhamos um motorista da empresa à nossa disposição,era James negro alto,magro,28anos,muito educado e respeitador.

Estavamos na Africa a menos de um mes quando falei pro meu marido que precisava fazer umas compras num shopping,porem como o carro da firma estava com outra atividade,meu marido mandou James ir me buscar para ajudar a transportat as compras.Por volta das quinze horas James estava lá e carregando os pacotes pegamos um onibus rumo à nossa casa.O Onibus estava bem lotado e fiquei em pé deixando a sacola que portava aos meus pés e James carregava outros pacotes.O Onibus foi lotando mais e em pouco tempo não dava mais pra se mexer,foi quando James ao dar passagem à uma pessoa encaixou se pubis em meu traseiro,a pessoa passou e ele ali permaneceu,imediatamente senti um certo incomodo com a situação,mas aos poucos senti a respiração de James ficar mais forte e algo entre sua pernas começou a endurecer,e ao invés de sair daquela situação me moviventei de uma maneira que aquele volume se encaixasse entre minhas nádegas,senti meu rosto afoguear-se e minha respiração ofegar,não estava me reconhecendo,meu coração acelerou, e eu que nunca tivera outro homem que não fosse meu marido estava ali com James que eu ainda mal conhecia, meu descontrole chegou a tal ponto que quando a pressão diminuia em meu traseiro, eu mesma afastava a bunda em sua direção procurando um contato mais forte.

O ponto onde desceriamos estava proximo,busquei me acalmar,sentia minha vagina molhada,mas conseguimos descer no ponto.Na calçada eu ia na frente e James atras,estava sem coragem de encara-lo com vergonha do tesão enorme que tinha sentido.Entrei em casa e fui direto à cozinha colocar os alimentos que tinha comprado,estava entardecendo,encostei na pia e percebia a presença de james atras de mim,eu ainda estava descontrolada,com as pernas bambas,mal coloquei os pacotes na pia,não conseguia me mexer parecia hipnotizada pelo fato de James estar ali focalizando minhas ancas,senti sua respiração forte em minha nuca e ele sem dizer nada,encaixou-se em minha bunda,como estava no onibus,estremeci e suspirei profundamente,ele

senhor da situação pega em minha cintura me fazendo estremecer novamente,não tenho coragem de olhar para trás,continuo hipnotizada por aquele volume que esta entre minhas nádegas,fiquei à mercê daquele homem,dominada por um verdadeiro fogo que parecia consumir meu ventre,permaneci imovel, ofegante,senti minha saia d escer aos meus pés e logo em seguida desce tambem minha calcinha,estava nua da cintura pra baixo e pela primeira vez na vida expondo minha bunda a outro homem que não meu marido,ouvi James gemer forte atras de mim quando minha bunda totalmente nua ficou exposta pra ele,ainda sem coragem de olhar pra trás,senti que aquele homem me dominava totalmente,ouço sua calça e sua cueca descer ao chão juntando-se à minha saia e calcinha e imediatamente sinto o calor daquele volume bem grande,duro e quente na minha bunda,permaneci quietinha,dominada,achando que pela primeira vez na vida ia ter uma relação anal,gemi de tesão,estava fraca,trêmula,não suportava mais a ansiedade,estava internamente implorando pra que ele pregasse fogo logo,o macho percebendo a necessidade da femea parou de me torturar,desencostou aquilo do meu anus e dirigiu pra entrada de minha sedenta e encharcada vagina,recebi seu primeiro golpe,dolorido mas delicioso,era muito maior do que eu estava acostumada e tambem bem grosso e duríssimo, a cada golpe ganhava mais profundidade,tinha vontade de berrar de satisfação,já estava bem mais fundo do que meu marido ia e percebi que tinha mais ainda pra entrar,seu pubis ainda não encostara em meu traseiro,eu queria tudo em mim nem que aquilo me machucasse,queria a posse total do macho,que invadisse meu útero,que me alargasse toda,que apagasse de vez aquele fogo interno que me consumia e sem me conter me abri mais e pedi”vem,vem até o fundo,faz,faz forte,faz tudo dentro de mim,despeja teu sêmem de macho aqui dentro,bem fundo eu preciso disso”.Ele quase gritou de tesão quando ouviu isso e começou golpear tocando fortemente em meu útero me fazendo gemer implorando por mais e mais,até que berrei ao sentir golfadas fartas e quentes do sêmem daquele macho que me possuia,pela primeira vez na vida tinha sido fodida plenamente.Quando ele saiu de dentro de mim já havia escurecido,mas mesmo na penumbra pude ver como era grande aquilo que quase me matou de tanto gozo.

Estava me recompondo quando toca o telefone na sala,era meu marido dizendo que o carro não estava pronto e que demoraria ainda umas duas horas pra chegar em casa,com a voz que pude respondi que tudo bem,e ainda nua da cintura pra baixo,vejo James se aproximar e pra minha supresa com o membro ainda totalmente ereto,sem dizer uma palavra,soberanamente se aproximou da femea,me debruçou na poltrona expondo novamente meu traseiro,direcionou o pintão pra entrada de minha buceta melada e encharcada, gemendo recebi metade dentro de mim,ele retirou de dentro e espalhou em todo pau os liquidos meu e dele,repetiu tudo novamente deixando o pau totalmente lubrificado,me preparei pra recebe-lo novamente no fundo de minha dolorida buceta,mas agora ele queria enfiar o mastro da posse num lugar ainda desconhecido e que ele não sabia que era totalmente virgem e inexplorado,quando ele tocou no ânus balbuciei que ...


Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]