Sou casada e dei pro vizinho Negro

Loading

DEI PRO VIZINHO NEGRO


Bom… Deixe-me apresentar: meu nome é Ana, tenho 33 anos, casada. Sou branquinha, olhos azuis, cabelos longos com luzes, boca carnuda, 1,72 altura, 86 kg, corpo cheinho, seios médios e bundão arrebitado GG (116 cm)…

Agora vamos ao que interessa!

Na cama meu marido, que tem um pau de 15 cm esta sempre inventando algo novo, me satisfazendo cada vez mais!O Sonho dele é gozar na minha boca,mas nunca deixei. Perdi a virgindade com ele aos 18 anos e quando ainda namorávamos, encontrei um ex-namorado que era um verdadeiro DEUS GREGO, moreno, corpo atlético, cabelos lisos, olhos negros e um pau de 23 cm, não resisti e dei pra ele. Em toda a minha vida foi a única vez que traí meu marido, foi quando ainda namorávamos.

Nos mudamos pra uma cidade do interior de São Paulo e fomos morar num condomínio de prédios. Foi quando tudo começou…

Comecei a observar que meu vizinho vivia na janela e não tirava os olhos de mim,

um homem mulato, forte e uma cara de tarado que só de me olhar , ficava toda sem graça.

Comecei a gostar daquilo e comecei a dar bola pra ele, o safado começou a mandar beijos e alisar o pau pra mim. Aquilo começou a me deixar muito exitada.

Devido ao trabalho, meu marido viaja muito e as vezes, passo semanas sozinha em casa.

Certo dia, numa manhã de segunda feira, fui ao supermercado pensando em comprar umas besteiras, Enquanto estacionava o carro no sub-solo da garagem do

mercado, um carro estacionou do meu lado e quando olhei era meu vizinho… Perdi a fala e as pernas começaram a tremer… Eu olhava pelo reflexo dos vidros, e

via que ele olhava fixamente para mim.

Pra falar a verdade, naquele dia saí de casa vestida para arrasar, queria mesmo chamar a atenção e provocar homens interessantes, até o perfume que eu escolhi era fatal. Quando percebi que estava sendo devorada por aqueles olhos, o provoquei com um olhar… Ele entrou no meu carro me olhou com um suave sorriso nos lábios… Comecei a ficar ansiosa, imaginava que a qualquer momento ele me

diria alguma coisa… Eu estava sem sutiã, os bicos do meu peito quase furavam o tecido do vestido; e ele enlouquecido, já demonstrava seu tesão… Nesse momento

ele começou a me beijar e logo estava engolindo minha boca com gula e eu com cara de safadinha, levantei meu vestidinho e afastei a calcinha pra ele ver minha xaninha toda semi depiladinha. Ele reparava em cada detalhe… Então disse: -É, parece que ficou ótima mesmo, percebi que ele estava bastante

excitado… Aproveitei pra me exibir ainda mais, sabendo que ele observava…

Então ele exclamou: – Não dá pra ver direito. Será que vc poderia levantar o vestido? Só um pouquinho… De frente pra ele, dei um sorrisinho safado e comecei a levantar o vestido, devagarzinho… A calcinha desenhava minha

bocetinha depilada, e realçava as marcas de biquíni. Olhei pra ele, que lambia os lábios, passando a mão no pau, mas por cima da calça. Pediu que eu o deixasse ver atrás, mais uma vez sorri, levantei o vestido e fiz a mesma coisa, só que dessa vez de costas pra ele… fui levantando o vestido deixando-o ver minhas

pernas, a bunda… Ele não resistiu, chegou bem pertinho, quase me encoxando e falou no meu ouvido: – Está deliciosa. Você é deliciosa! Qualquer coisa fica bem

em você! Empinei ainda mais a bunda e rocei no pau dele, senti-o duro… Ele me encoxou de vez e esfregou-se em mim, enquanto eu suspirava com as mãos apoiadas

no painel do carro e rebolava gostoso… Nunca imaginei fazer isso um dia! Sentia-me uma verdadeira puta, me esfregando num desconhecido… Ele começou a beijar meu ouvido, me chamando de gostosa, de minha putinha. Afastou-se um pouco e abriu o zíper da calça, liberando seu pau e roçando em mim, pele com pele, o pau entrando no meio da minha bunda… Roçando a cabeça na entrada da minha

xaninha… Eu tentava pedir que ele parasse, alguém poderia aparecer, mas não conseguia, estava adorando! Comecei a rebolar, e a cabeça roxa daquele pau imenso

querendo entrar na minha xaninha com calcinha e tudo… Olhei pro seu pau, passei a língua nos lábios… e disse – É melhor sairmos, não vamos conseguir terminar aqui.  E ele guardando o pau, pediu pra irmos pro carro dele.

Ajeitei-me também e saímos… Deixei meu carro lá e entrei no dele. O carro dele tem os vidros escuros, logo que entramos, ele ligou o ar e manteve os vidros

fechados… Eu estava ao seu lado, com as pernas semi-abertas, xaninha depiladinha, as marquinhas de biquíni… Ele não resistiu! Puxou-me com força,

foi direto a minha boca e me beijou deliciosamente, lambendo cada pedacinho dos meus lábios… Suas mãos percorriam todo o meu corpo, até que levantou o meu

vestido e a surpresa: eu estava sem calcinha! Fiz isso de propósito ao sair do meu carro. Ele ficou louco, me chamava de gostosa, de safada… Eu agarrava seu

pau, ainda por cima da calça, eu estava muito excitada! Abri sua calça, abaixei sua cueca e ali mesmo comecei a chupá-lo… e que chupada! Parecia que eu estava

tomando um ...


Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]