Loading

SP Cornos

198
0 (0)
jonas-corno
Fantasia

Olá, meu nome fictício é Jonas e gosto de ser chamado de Jonas Corno, adoro ser corno e procurei uma namorada por muito tempo que realizasse esta fantasia. Fiquei feliz quando encontrei Paloma, uma mulher negra magra de corpo esbelto com as linhas características das negras e uma bunda deliciosa. Chama muito atenção pelo beleza, altura e porte de mulherão. Paloma realizou os meus desejos e este é um deles que passo a contar para vocês:
Eu estava em um site de bate papo de sexo e encontrei a sala ideal para mim, SP Cornos, como sou de São Paulo esta era a sala onde eu poderia encontrar um comedor para Paloma. O que procurava, um cara com idade próxima a de Paloma que é muito mais nova que eu, que você bonito, educado e com dotes “risos” sim, que corno não gosta de ver sua mulher sentando em uma pica grande.
Eu entrei com o codinome Corno Procura, para chamar atenção dos comedores. Logo alguns entraram em contato, isso de encontrar um comedor da trabalho alguns deles só querem fantasiar, outros, só especular, são um pouco raros os que querem fuder a mulher alheia ainda mais com o corno assistindo.
Eis que u jovem, educado chamou minha atenção, foi respeitoso ao inicio e queria saber mais do que eu procurava, vou chama-lo aqui de Ed, seu nome não é Edson ou outra coisa parecida mas ele é casado e merece ser preservado. Eu perguntei a Ed se ele tinha Skype e ele tinha e entramos em conversa no Skype, eu e casa e ele no ônibus, expliquei que queria achar um cara para comer minha namorada e ele se interessou, trocamos ideias, fotos e confidencias sobre coo seria ele comer minha namorada na minha frente.
A característica de um verdadeiro e bom comedor é a de ter a tara de comer a mulher alheia na frente do corno, pois caras a fim de comer sua mulher escondido esta cheio e provavelmente sua mulher esta sendo comida por um destes, mas o chato desta historia é que você não participa. Ed chegou ao seu ponto de ônibus de pau duro pois viu as fotos de Paloma de quatro, de cata cavaco, levando rola e chupando. Eu fiquei de pau duro quando vi as fotos da rola de Ed, enorme e curvada a direita, cabeça coberta e melada na ponta demonstrando que quando esta com tesão tem farta lubrificação da cabeça do pau.
Bem, cada um sai sonhando com uma possibilidade, eu de ver Paloma bem servida ao receber a rola do Ed e Ed de comer Paloma na minha frente. Faltava apresentar Paloma e Ed, eu adoro esta etapa, o

Ed entrou em contato com ela pelo whats e trocaram varias mensagens e eu recebia depois os prints. Ele disse que queria enfiar toda sua jeba nela e ela logo dizia “que delicia” ele dizia que faria ele gemer no pau dele, ela retrucava que ele ia gozar gostoso dentro dela. E assim foi, o que mais gostei foi quando Paloma recebeu as fotos do pau de Ed e escreveu “eita…” e colocou um emoji de língua, querendo dizer: que rola enorme vou chupar ele toda, eu também queria.
Enfim chegou o grande dia, Ed foi fazer hora extra no sábado, isso é o que a mulher dele achava, eu e Paloma estávamos em um bar afastado da casa de Ed esperando ele. Ele chegou e trocamos cumprimentos e jogamos um pouco de conversa fora. A excitação e desejo estavam no ar, Ed observava Paloma, suas curvas, sua boca, sua bunda, suas pernas e mãos e Paloma analisava Ed, seus ombros, suas coxas, seu peitoril, o tesão exalava no ar. E o corno, bem o corno nesta hora é um mero espectador, como resolveu doar sua mulher ele não tem muito a fazer, meu papel era pedir cerveja e pagar a conta e assistir. Resolvemos ir logo para Ed ter mais tempo fudendo Paloma que a esta altura só conversava com Ed e Ed concordou que deveríamos ir logo, estava excitado e ansioso para receber os carinhos de Paloma.
Eu já havia combinado com Paloma no meu papel de corno de oferecer sempre o melhor ao comedor: ao chegar no carro Ed sentou no banco de trás e Paloma também. Eu fui de motorista dos dois. Só observei do retrovisor, Ed ficou parado e Paloma foi para cima e deu um beijo em Ed uma mão de Paloma foi a nuca e outra no membro, a esta altura rijo como uma pedra, de Ed. Ed gemia de tesão e eu conseguia dirigir com dificuldade para ver as cenas. Ed enfiou a mão na micro saia de Paloma que já estava molhada, Ed esfregou muito na buceta de Paloma e tirou a mão e levou a boca para sentir o gosto dela. No carro já se sentia o odor do sexo, a deliciosa mistura de cheiro de pau e buceta meladas.
Cheguei ao Motel e coletei as identidades o que cortou um pouco o clima. Mas rapidamente estávamos no quarto, um suíte grande com dois chuveiros coletivos, um para mim e outro para os dois que a esta altura eram um só. Paloma punhetou o pau duro de Ed e Ed chupava o pescoço de Paloma e depois desceu e chupou sua buceta e depois girou Paloma que passou a ...


Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]