Voltei recheada e sem calcinha:2de3:by Amanda/PR

Loading

OI,CONTINUANDO,EU FUDIA DENTRO DO CARRO COM O DICO
o Dico falou”sem parar?como?”eu”sem parar,se eu pedi pra você parar você não para ta,eu agüento”me pus deitada de bariga pra baixo no banco inclinado,com as mãos no banco de trás eu abri as pernas e disse gemendo baixinho”vem,me fode”ele montou encima de mim e disse com seu pau encostando na minha bundinha”ta bom espertinha”eu fiquei com a cabeça deitada de lado só esperando o cacete me rasgar,o Dico colocou uma mão na minha bunda e com a outra encaixou a pica na minha buceta e a enfiou divagar,eu sentia minha bucetinha estendida e adorava isso,ele enfiou tudo e deitou encima de mim,beijou minha cabeça e falou”vou te fude então,quero vê você gritando de prazer menina”eu me concentrava pra minha xana não doe com a pica funda nela mas quando ele começou a socar o cacete em mim não teve jeito e doeu muito,eu gemi alto mas não pedi pra parar,eu ”ah!ahhhh!!!!ah!ah!ah!”ele deu um jeito de ficar meio de joelhos encima de mim e metia fundo em mim afrouxando minha xaninha,nisso tava doendo muito e eu comecei a me contorce pra me livrar do pau e falava”ai!ai!sai…sai,por favor”eu tava mesmo querendo que ele saísse mas inconscientemente queria que ele continuasse e ele sabia disso e me segurando pelas costas não deixou eu me livrar e ficou me fudendo meio a força,doía mas o prazer era enorme também e eu gozei e perdi as forças pra me livrar do pau,ele continuou me fudendo eu toda mole e nisso minha bucetinha tava se acostumando com aquela grossura de pica,ele me fudia sorrindo e falando”gostou né,eu adorei princesa,tua bucetinha é muito gostosa”ele me fudeu por mais uns cinco minutos e derepente tirou o pau de mim e gozou na minha bunda,eu nem tive reação de querer agarar o pau pra levar na boca,fiquei deitadinha com as pernas afastadas levando a porra na bunda,ele gozou tudo na minha bunda e eu aliviada por o pau ter saído meti por trás a mão na minha bunda e comecei a esfregar o gozo na minha xana,fiquei meio de ladinho e olhei pro Dico e gemi”ah!ah!foi bom”ele disse”foi,foi sim mas não se meche,deixa eu limpar tua bundinha”ele pegou no porta luvas uma toalinha e limpou a porra na minha bunda,limpou minha buceta também abrindo ela com a toalha,ele me limpou e me virou de frente pra ele e veio encima de mim me beijando muito e dizendo”gostou?não te machuquei né?”eu sentindo meu corpo todo suado disse”não,eu quis,gostei”ele me beijou um tanto ali no banco inclinado e disse”acho melhor você ir pra casa menina,já ta tarde pra uma princesinha que nem você ficar pelas ruas…mamãe deve ta preocupada”eu sorri e disse”ah!cala a boca”legal,eu tava agindo com ele igual com os pias,ele sentou no outro banco e já guardou sua pica nas calças,eu me vesti ,tudo,jaqueta e calça da escola,quando vesti a calcinha vi minha xaninha toda vermelha e quase morro de tesão com isso,vesti o shortinho e ele abria minha buceta fudida,enquanto me vesti olhei no relógio do carro e eram 7:20hrs,fiquei pronta e ele me perguntou denovo do horário do meu jogo segunda,disse que não sabia e ele me deu o numero de seu celular pra eu avisalo segunda antes do jogo,ele disse”Amanha de certo não da né,mas eu queria que você fosse lá em casa segunda Amanda,lá a gente brincaria bastante,o que você acha?” eu já asustada com o horario disse”hã hã,vou sim”ele”vai?mesmo?”eu me liguei do que eu tinha falado mas tive muito tesão por ir na casa do cara segunda e falei”é,vou sim”ele adorou ouvi aquilo e eu tava adorando falar numa boa disso com ele,nos despedimos nos beijando muito,ele fez eu promete que ligava pra ele avisando a hora do jogo,desci do carro ali na entrada da casa pra alugar,ele deu a ré,esperei ele ir embora e fui pra casa e no caminho comecei a pensar que com certeza passaram uns carros por ali enquanto fodiamos, isso me deu muito tesão,fui até em casa com minhas pernas doendo um pouco,cheguei em casa e ninguém tava lá mas a casa tava aberta,isso foi bom,meu pai tinha saído e minha mãe tava na casa da vizinha,eu tava com muita fome mas tinha que ir tomar banho,pensei que minha mãe pudesse notar eu fedendo a foda,peguei uns bobões na sala e fui pro banho,no banheiro me olhei no espelho e vi minha boca toda vermelha ao redor dos lábios,o Dico tinha a barba grosa,sabem,barba feita mas grosa,passei água fria na boca e entrei no banho, comi os bobões e me tocando debaixo do chuveiro senti muito prazer alizando minha bucetinha fudida,sai do banho com a casa ainda vazia e joguei meu uniforme pra lavar,bem meus pais chegaram,primeiro minha mãe,ela me cobrou pelo horário,eu disse que tinha ficado na casa de uma amiga papiando,ela acreditou mas não gostou,me encheu o saco, depois meu pai chegou,ele tava alegre e disse ra minha mãe parar de brigar comigo mas nós brigamos mais,isso por que pelas 9hrs tocou o telefone,minha mãe atendeu e era a Nanda querendo falar comigo,meu pai perguntou pra ela quem era e ela respondeu e nisso eu ouvi que era a Nanda,meu pai disse pra ela deixar eu atender mas eu tava ainda chateada com a Nanda,apesar de ter sido ótimo,maravilhoso no final das contas ela ter tido a idéia do Dico me trazer em casa né,minha mãe me chamou,eu tava na cozinha comendo sem parar,eu disse que não queria atender mas minha mãe disse isso na cara dura pra Nanda e eu detestei ela ter feito isso,não sei o que a Nanda disse pra minha mãe mas ela falou pra Nanda”você é muito mal educada menina,tchau”e bateu o telefone na cara da Nanda,fiquei puta da vida com minha mãe,discutimos até meu pai mandar pararmos,liguei pra Nanda,minha mãe não quis mas meu pai deixou,mas ela não tava em casa,tinha ligado de outro lugar,fiquei de bira mas meu pai mandou eu não fazer onda pra não estragar a noite deles,lá pelas 10hrs meus pais tavam se arumando pra sair e minha mãe notou minha boca avermelhada,já tinha diminuído bem mas ainda tava pouco vermelha,ela perguntou”heim menina,não andou se enxugando com toalha dos outros no jogo né,por que tua boca ta vermelinha?heim querida ?”eu fiquei meio gelada e disse”não,não sei,ta vermelha?”ela parou na minha frente e colocou o dedo nos meus lábios e disse”ta,aqui ó,não usou a toalha de ninguém né?”eu raciocinei e inventei”não,não usei mãe,isso deve ter sido a bolada que eu levei”minha mãe acreditou e perguntou se tava doendo,eu disse que não e meus pais saíram pra ir,sei lá aonde,no aniversario de algum amigo chato de certo,sozinha em casa me veio a idéia de ligar pro Dico mas essa idéia logo passou,no entanto não parei de pensar nele e me masturbei no sofá,peladinha,nisso alizei meu cuzinho e comecei a imaginar o pau do Dico me comendo por trás,pensando nisso gozei rapidinho,depois de gozar continuei pensando como seria levar aquele cacete no rabo,tocava meu rabinho e imaginava ele sendo todo fudido pelo Dico,bem,fui dormi perto da meia noite sem tirar o pau do cara da cabeça e alizando meus burraquinhos,demorei a pegar no sono nesse dia,bem,domingo em casa tudo normal,fiquei pensando em ir na Nanda mas não tive atitude,não sabia o que ela estaria pensando depois que minha mãe tinha dito pra ela que eu não queria falar com ela,passei o domingo todo com meus pais,e com o Dico na cabeça né,o clima virou,domingo de tarde já deu um puta sol,bem,segunda a Nanda tava me esperando na frente da casa dela antes da aula e ficamos de bem,tipo,ela sorriu de longe pra mim,eu sorri devolta e tudo bem,nos cumprimentemos nos beijando no rosto com muito carinho,no caminho não deu pra eu contar tudo do Dico pra ela por que outra guria nos encontrou e fomos as três pra escola,já lá descubri o horário do meu jogo de tarde,seria as 3hrs,sempre que eu e a Nanda ficávamos sozinhas eu contava tudo o que tinha rolada e ela não acreditava que eu tinha tido coragem, nem eu,na saída da escola a Nanda fez eu ligar do orelhão pro Dico,os pias atrapalharam um pouco mas a Nanda mandou eles caírem fora,liguei então,eu”oi Dico”ele”oi,é a Amanda?é né”eu meio rindo com a Nanda do meu lado disse”é,sou eu”ele”tudo bem com você espertinha?”jogamos um pouco de conversa fora falando de sábado,ele perguntou se eu tinha gostado mesmo e tal,mas nada muito picante,até que ele perguntou do horário do jogo,eu disse e ele”oh!legal,vou lá te vê então Amanda”eu toda boba”ta,claro,vai lá sim” ele”e depois?depois do jogo?”eu”o que?”ele”vamo da uma volta?”eu sem pensar disse”da uma volta?aonde?na tua casa?”ele”pode ser”a Nanda riu de eu ter me oferecido na cara dura e eu fiquei muito envergonhada e disse rindo”ta Dico,tchau va…va..vai no jogo ta”ele” tchau lindinha,beijo Amanda”eu fui desligar sem mandar beijo mas a Nanda escutou ele mandando e disse pra eu mandar também,eu mandei atrasada”é,beijo Dico”desliguei o telefone e os pias esperando a gente a

uma certa distancia não entenderam nada quando viram nós duas morendo de rir,bem,fomos pra casa numa tropa e eu combinei com a Nanda de irmos a pé pro centro pelas 2hrs e fui pra casa,lá meio dia tudo normal com minha mãe mas ela complicou as coisas pra mim,me intimou a depois do jogo ir reto pra relojoaria pra voltar com ela ou com eu pai pelas 5:30hrs,não poderia sair com o Dico depois do jogo, fiquei com isso na cabeça,1:30hrs ela saiu,eu disse que só iria mais tarde e ela não reinou, me arumei pro jogo e resolvi me depila todinha,isso feito fui,tava muito quente e eu resolvi ir pro centro já exibindo o shortinho enterado no meu rabinho,vesti uma camisa mais bonitinha,meio justinha e sai com a mochila com as outras roupas dentro dela,encontrei a Nanda,ela de shortinho também e fomos pro centro falando do Dico,pedi pra ela não da a entender pra ele que eu havia contado tudo,ela concordou,chegamos no ginásio perto das 3hrs já,o jogo da Nanda seria mais tarde e ela ficaria ali comigo,entramos no ginásio e o Dico já tava lá me esperando,tava da pé,de calça jeans e uma camisa normal mas bem curtinha pra mostrara bunda e os braços,ele olhando direto pra entrada viu eu chegando com a Nanda e veio em nossa direção,ele me olhava com muito tesão e eu não consegui ficar o olhando assim devolta,nos cumprimentamos,ele me beijou no rosto deslizando a mão nas minhas costas,não foi até a bunda,falamos qualquer coisa e sentamos os três na arquibancada,ele disse que meu jogo atrasaria pois o que rolava tava longe do fim,ficamos conversando sobre outras coisas,nisso foram chegando as outras gurias do time e elas me olhavam de canto dando bola pro cara,ele tava coladinho em mim,ele fazia eu rir e ficava me olhando nos olhos já sabendo que eu era bem espertinha como ele dizia,idiota,eu tava encucada com eu ter que ir encontrar minha mãe já depois do jogo,não poderia sair com ele,não mesmo e não tomava coragem pra dizer isso pra ele,não poderia dizer que era por causa da mamãe né,ficamos nessa até que a Nanda nos deixou a sós e foi falar com as gurias,então o Dico veio pra cima,ele colocou a mão na minha coxa disse”mas…vamos da uma volta depois então?”eu asustada com aquela mão na minha coxa,pelos outros poderem vê,eu disse”é..é…é,não sei se vai da”ele sorriu e falou”por que?…desistiu?…não gostou de sábado menina?”eu sorri e falei”não,não é isso,é que eu…eu tenho um treco pra fazer depois do jogo”ele”puta,que droga…posso saber que treco princesa”eu dei uma risadinha com ele me chamando de princesa e disse”ah!um treco.tenho..tenho ensaio do teatro da escola”ele perguntou se eu fazia teatro,eu disse que sim,era verdade,fazia mesmo,na escola mas não tinha ensaio nenhum aquele dia né,ele perguntou se eu não poderia faltar só aquele dia,eu disse que não dava,se não seria espulsa do teatro que eu adorava fazer,ele disse”ah! Amanda,tava sonhando em dar uma volta com você..queria te levar lá em casa..tinha pensado em brincar muito com você hoje espertinha”fiquei escitada e morrendo de vontade de fude com ele denovo mas a marcação de minha mãe tinha atrapalhado tudo,eu disse fazendo carinha de safada”brincar?..eu também queria”olhei pra baixo e disse”queria brincar muito com você”ele notou eu sedenta e se encostou em mim e disse no meu ouvido fazendo eu tremer de tesão”do que tudo você queria brincar?heim menina?”eu me arepiei toda com ele falando no meu ouvido,me afastei e fiquei sorrindo pra ele que falou”heim? queria brincar do que?”eu dei risada,abaixei a cabeça,olhei pra ele e disse querendo provocalo também,eu disse”de tudo”ficamos sorrindo vendo que ambos estávamos doidos pra fudemos denovo,até que ele disse”que tal irmos agora lá em casa?”eu”agora?”ele”é, você quase nem joga mesmo,vamos fugir daqui”eu”é,ah!não sei”tinha adorado a idéia,o único problema,eu pensava,é que a técnica me encheria o saco no outro dia de eu ter faltado no jogo,ele disse falando perto do meu rosto”vamos,damo uma volta,brincamos bastante lá em casa e te deixo no ensaio do teatro Amanda”eu já quase topando”é né,detesto mesmo esse jogo de vôlei”ele sorriu do meu jeito revoltadinha,fui ridícula,ele disse segurando minha mão”vamo…vamo,te adoro menina..porra,fiquei encantado com você sábado no..no meu carro”eu meio ri,meio gemi e disse de cabeça baixa”ah!é?ficou encantado?”ele todo agitado louco pra me convencer disse”fiquei,muito,você é mais espertinha do que eu pensava,você não gostou de mim sábado?”eu”gostei,gostei sim”ele”foi bom né”ficamos calados um tempo,ele disse”vai,decidi espertinha,deixa o jogo pra lá e vamos fazer algo melhor”eu muito escitada decidi na empolgação,eu já pegando minha mochila do chão disse”vamo,vamo sim”ele olhando eu levantar com o shortinho na sua cara disse”isso menina”ele levantou rápido e disse me olhando com muito tesão”eu brinco o quanto você quiser princesa,quando você quiser parar eu paro,ta bom,entendeu?”eu querendo cai logo fora dali pras gurias não ficarem me olhando falei”legal,vamo então”fomos saindo do ginásio e a Nanda nos viu e veio atrás de mim,quando estávamos já na saída ela me alcançou e disse”heim Mandy.vai fugir do jogo?”eu sorri pelo Dico perto,puxei a Nanda mais pro lado e falei”vou,eu tenho,você sabe,depois eu não posso”tinha contado pra ela de minha mãe,ela”mas…mas,vai ferrar Mandy,a Fátima vai encrencar com você guria”Fátima nossa técnica-secretaria,eu”danice Nanda,essa vaca que va a merda,sei lá,ela vai agradecer de eu não ter vindo”a Nanda”ai!Mandy,não sei não,marca outro dia com ele,não precisa ser hoje”eu”qual é Nanda,para…para ta,deixa eu ir”a Nanda não querendo ficar brigada devolta comigo desistiu de me convencer,devia ter insistido,ela ficou calada e eu disse”tchau Nanda ,não da nada”ela meio com medo disse baixo”tchau Mandy”fui pra perto do Dico e ele se despediu da Nanda e ela retribui,sai com o cara então do ginásio,perto das 3hrs,já dentro do carro ele me perguntou o que eu tinha falado com a Nanda e eu boba falei que ela tinha dito pra eu aproveitar bem o cara,ele sorriu todo—————————————————————————————————————-AGORA COMO FUI BEM ESPERTINHA———————————————————–ele já dirigindo não meteu a mão na minha perna,queria que ele tivesse metido,ele meteria muito depois,dentro do carro a caminho eu não sabia pra onde o clima ficou meio estranho,falávamos pouco e de asuntos bestas,tipo,da musica que tocava,de como é jogar vôlei,ficou um pouco melhor quando ele quis saber do teatro,então abri a boca e não parei de falar do teatro,depois eu disse”ta indo pra onde?”ele me olhou me passando muita segurança e disse”pra minha casa,tudo bem?”eu ficando molhadinha sabendo o que rolaria lá disse”tu..tudo sim”estávamos indo pra outro canto da cidade,longinho do meu bairro,entramos num bairro da classe média e ele foi diminuindo a velocidade e entrou numa casa rosadinha com um jardim bem arumado na frente,eu sorri toda quando notei que tínhamos chegado,ele levou o carro até a garagem e parou,é lógico né,não iria atravesar a parede,desci do carro junto com minha mochila na mão,ele desceu e falou”viu o jardim?gostou?”eu”é,vi sim,bem,bem legal”ele me surpreendeu e disse”minha mulher cuida”eu fiquei olhando calada pra ele que disse”você viu que eu sou casado né?”eu sorri meio envergonhada e disse”vi,vi sim”ele”não grila ta,to quase separado dela mas ainda vivemos juntos”eu sorri e não disse nada,ele abrindo a porta,de dentro da garagem, disse”entra ai,dentro também é bem arumadinho,vê se você gosta”ele abriu a porta pra mim e esperou eu entrar primeiro,entrei,com a mochila na mão,entrava num corredor com a cozinha já ao lado,bem a casa era toda arumadinha por que lá vevia uma mulher né,homem não teria essa capacidade,chegamos na sala e daí eu me incomodei,muito foda,tinha uns brinquedos espalhados pelos chão,conclui que o desgraçado tinha filhos,ele disse”po,senta ai”sentei no sofá,joguei a mochila de lado e fiquei reparando nos brinquedos no chão,tinha uns legais,ele disse”é…vou tomar água,quer?”eu muito incomodada com aquele clima empacado entre a gente disse”não,não quero,obrigado”ele’ta,já volto,já..já vamos brincar” adorei,amei ouvi aquilo e fiquei o olhando com muito tesão e sorrindo,ele sorriu pra mim também e foi pra cozinha,fiquei ali sentadinha por um tempo,depois levantei pra pegar no chão um carinho de ferro e fiquei olhando ele,abrindo as portinhas,sei lá,sabem né,era uma BMWzinha se não me engano,ele apareceu na sala tomando água e eu sentei devolta no sofá e fiquei meio envergonhada de tar com o carinho nas mãos mas ele não disse nada,ele sentou do meu lado,eu larguei o carinho no chão,ele falou alguma coisa que queria mudar na casa e então pra começarmos a brincar,ele”pode colocar os pés no sofá viu,eu deixo, deixo tudo”eu já abri um baita sorriso morendo de tesão e disse”é?posso?”ele colocou o copo na mesinha e falou”pode,coloca vai”fiquei calada,ele disse”coloca,coloca e abre essas perninhas princesa”ele disse e veio pra cima de mim e eu falei já gemendo”ah!vem ah!me beija Dico”ele se encostou em mim e colocando uma mão na minha perna a ergueu pra cima do sofá e falou”mostra,mostra essa bucetinha espertinha vai,mostra ela pra mim”ele veio encima de mim,me deitou no sofá e começou a me beijar,foi deslizando a mão na minha perna e chegou com ela na minha xana e começou a esfregala,eu deitei encima de minha mochila,botei as mãos no corpo dele e o beijei muito já rebolando de prazer pela mão dele acariciando minha xaninha,logo eu ...


Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]